Ppbi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4086 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
A psicopatologia desenvolvimental é um campo do conhecimento dinâmico e em evolução, que tomou forma a partir do livro de Thomas Achenbach, Developmental Psychopathology1, publicado em 1974, e se desenvolveu principalmente a partir dos trabalhos de Sroufe2, Cicchetti3 e Rutter4, entre outros. A psicopatogia desenvolvimental integra perspectivas sociais, genéticas e desenvolvimentais etesta suas hipóteses através de métodos epidemiológicos e estatísticos específicos, buscando entender as origens e o curso dos transtornos mentais4.
Inicialmente, a ênfase no processo de desenvolvimento era utilizada especialmente para enteder os transtornos mentais da infância5. Com a progressão do campo, estudos passaram a mostrar que existe uma importante continuidade dos transtornos entre ainfância, adolescência e idade adulta, e que grande proporção dos adultos com transtornos mentais os apresentava já na adolescência6. Assim, psiquiatras de adultos também passaram a adotar uma abordagem desenvolvimental para entender as origens dos transtornos atuais de seus pacientes7,8. De fato, resultados de pesquisas com abordagem desenvolvimental, que integram epidemiologia, genética,neuropsicologia e estudos de neuroimagem, têm mostrado grande potencial para o entendimento das origens dos transtornos mentais9.
Pode-se entender a psicopatologia desenvolvimental como um modelo conceitual, a partir do qual estratégias de pesquisa são desenhadas, observações são interpretadas e teorias subsequentes são geradas. Nesse sentido, a psicopatologia desenvolvimental é uma das possíveis lentesatravés da qual a psicopatologia pode ser vista. Neste artigo, são discutidos conceitos e abordagens utilizados por esse modelo para compreender como e por que determinados indivíduos desenvolvem transtornos mentais. Inúmeros artigos de revisão sobre diferentes aspectos dessa disciplina2-4,10-13 foram publicados, assim como um livro texto com mais de 3.000 páginas14. Portanto, o objetivo desteartigo é estimular que o leitor considere esta abordagem na sua busca individual por ferramentas para entender o processo de desenvolvimento dos transtornos mentais.
 
Quais são os conceitos e abordagens desenvolvimentais que nos auxiliam a entender a origem dos transtornos mentais?
Os investigadores dessa área privilegiam diferentes abordagens e conceitos, mas convergem no entendimento de que ostranstornos mentais são possíveis desfechos do processo de desenvolvimento12. Convergem também no conceito de que os transtornos mentais surgem a partir de interrelações dimensionais, complexas, em múltiplos níveis, entre características específicas do indivíduo (fatores biológicos, genéticos e psicológicos), características ambientais (cuidado parental, relacionamentos interpessoais, exposição aeventos estressores) e sociais (rede de apoio social, vizinhança, nível socioeconômico)4,14. Quatro conceitos que norteiam abordagens desenvolvimentais merecem destaque.
Primeiro, a psicopatologia desenvolvimental assume que há continuidade no processo de desenvolvimento dos transtornos mentais, ou seja, o efeito de experiências prévias é levado adiante ao longo do desenvolvimento. Assim, aidentificação de descontinuidades nesse processo caracteriza-se em uma importante oportunidade para melhor entendê-lo2. Segundo, há uma tendência inata de os indivíduos de se adaptarem ao seu ambiente; se esse é patológico, é provável que a adaptação também o seja11. Terceiro, idade e momento do desenvolvimento são fatores fundamentais a partir dos quais todos os outros fatores devem ser entendidos11.Quarto, comportamentos mal adaptativos ou transtornos mentais devem ser interpretados frente ao contexto onde o indivíduo encontra-se inserido. Os últimos dois conceitos privilegiam a ideia de que o processo de desenvolvimento de transtornos mentais é específico, ou seja, os mecanismos causais têm resultados diferentes conforme a idade, o momento do indivíduo e o contexto familiar ou social4....
tracking img