Portugues para concursos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 73 (18128 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ncursos
APOSTILA DE PORTUGUÊS




FONÉTICA


Fonética é o estudo dos fonemas. Através dela estudamos o modo como são produzidos os sons, as suas modificações e as influências que recebem. A Fonética pode ser descritiva, histórica e sintática. A Fonética Descritiva trata da formação e classificação dos fonemas.
A Fonética Histórica trata das modificações que sofrem os fonemasatravés do tempo, em fases sucessivas. A Fonética Sintática trata das modificações, que sofrem os fonemas de muitas palavras por influência de outras dentro da frase.
Letra é a representação escrita do fonema. Uma letra pode representar um som ou uma série de sons.


FONEMAS


Fonema é o som da voz humana que entra na formação das palavras. Os fonemas compreendem as vogais e asconsoantes.
Não devemos confundir os fonemas com as letras das palavras.
Fonema é a menor unidade sonora distintiva de uma língua.
Ex.:
Nascer - 6 letras e 5 fonemas (O SC REPRESENTA UM ÚNICO FONEMA)
Exceção - 7 letras e 6 fonemas (O XC representa um único som) etc.
Fonema é som; letra é a representação gráfica.


VOGAIS


Vogais são fonemas que saemlivremente pelo tubo vocal. São verdadeiros sons musicais. Tubo Vocal (ou Canal Bucal) é o espaço compreendido entre a laringe e os lábios.


Classificam-se as vogais:
A) Quanto ao papel das cavidades bucal e nasal, isto é, quanto à ressonância, em:
a) orais, formadas com o véu palatino levantado, saindo o ar somente pela boca: a, e, i, o, u;
b)nasais, formadas com oabaixamento do véu palatino, saindo o ar ela boca e pelo nariz:
~a, ~e, ~i, ~o, ~u, (= an, en. in, on, un).


B) Quanto ao timbre em:
a) abertas: á, é, ó. Ex.: pá, café, cipó;
b) fechadas: ê. ô. Ex.: Tietê, avô;
c) reduzidas: a, e. o. Ex.: bela, cale, mimo.
Obs.: As vogais ' e' e ' u' só se distinguem pela tonacidade, e não pelo timbre.


C) Quanto à zona dearticulação, em:
a) Anteriores (ou palatais): e, i;
b) média (ou velares): a;
c) posteriores: o, u.


D) Quanto à intensidade:
a) átonas. Ex.: pedi, bola;
h) tônicas. Ex.: café, máquina.


CONSOANTES


Consoantes são fonemas produzidos com obstáculos à passagem da corrente expiatória. São verdadeiros ruídos, seguidos ou não de certa sonoridade.Classificação das Consoantes
A) Quanto ao modo de articulação, em:
a) Oclusivas, quando o canal da boca se fecha (oclusão), para, de imediato, se abrir. São fonemas surdos e Sonoros.
Fonemas surdos: p, t. c (k), g;
sonoros: b, d, g (guê).


b) Constritivas, quando há o estreitamento do canal bucal, saindo o ar de modo constrito, isto é, apertado. As consoantes constritivaspodem ser:
• Fricativas, quando produzem um ruído, motivado pelo aperto do canal bucal. São fonemas surdos e sonoros.
surdos: f, s (sê), c (cê), ç, x (xê), Ch;
sonoros: v, s (zê), z (zê), g , j.


• Laterais, quando a ponta da língua encontra apoio no palato, saindo o ar pelas fendas laterais da boca. São fonemas sonoros; l , lh.


• Vibrantes , quando há movimentovibratório. São fonemas sonoros: r , rr


B) Quanto ao papel das cordas vocais:
As Consoantes, quanto ao papel das cordas vocais, podem ser:
a) surdas, quando não há vibração da cordas vocais: p, t, c (k), q, f, s (cê), c (cê), ç, x (xê), ch;
b)sonoras, quando há vibração das cordas vocais: b, d, g (guê), v, s (zê), g, j, r, rr, l, lh, m, n, nh.


C) Quantoao papel das cavidades nasal e bucal:
As consoantes, quanto ao papel das cavidades bucais e nasais podem ser:
a) orais, quando a corrente expiatória sai somente pela boca. Os fonemas orais são surdos ou sonoros: p, t, c(k), g, h, d, g (guê), f, s (sê), c (cê), x (xê), ch, v, s (zê), z (zê), g, j, r, rr, l, lh;
b) nasais , quando a corrente expiatória sai pela boca e pelo...
tracking img