Portugues 1 e 2

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1559 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha do Filme
La Amistad

Após uma sangrenta batalha baseada em fatos verídicos ocorridos no navio negreiro espanhol Amistad, os escravos tomaram o navio deixando vivos apenas dois tripulantes para que os levassem de volta para Africa.Porém foram enganados e acabaram sendo capturados na costa dos Estados Unidos.Foram presos, acusados de assassinato, iniciando assim um grande processojurídico, em uma época de divergências políticas no país, onde o norte e o sul tinham opiniões divergentes sobre a escravatura.
O filme apresenta de forma muito emocional o processo de captura e transporte dos escravos africanos para as Américas.
Apesar de racistas, os Estados Unidos não concordavam com o tráfico de escravos, criou-se então nesse episódio um tremendo impasse, mesmo que de formaimplícita, fica claro que a questão econômica é o maior pilar da Corte de Justiça americana. Isto também diz respeito
ao posicionamento da Espanha, que reclamava a posse dos escravos, pois o Amistad era um navio espanhol que, naquela época, expandia seu mercado consumidor, tendo os negros trabalhadores como principal alvo dos seus negócios.
Como o navio Amistad foi interceptado e sua “carga” – osnegros comprados na Fortaleza de Lomboko, Serra Leoa - aprisionada até o julgamento, a questão crucial foi: - A quem
pertencem os negros do navio Amistad?
A partir daí, toda a trama do filme se desenrola mostrando, vez por outra, características
dos povos (membros de várias tribos) africanos, toda forma de tortura e humilhação por que
passavam tais negros durante sua penosa viagem nos naviosnegreiros e o julgamento do caso pela Corte Norte Americana.
Os dois sobreviventes da tripulação pleiteavam a posse da “mercadoria” humana transportada
no Amistad; foram contestados pela rainha da Espanha, que também queria se apropriar do conteúdo da embarcação (com base no fato de que o navio Amistad era de bandeira espanhola); além deles, também os oficiais norteamericanos que apreenderam o barcoe controlaram o motim desejavam a posse dos cativos para vendê-los, já que eram valiosos.
Contra eles se levantam alguns abnegados defensores da liberdade humana, lutando contra a espoliação e a exploração características da escravidão dos negros naquela época. Liderados
por Theodore Joadson, um negro livre, proprietário de um jornal e defendidos no tribunal pelo jovem e impetuoso advogado(branco) Roger Baldwin, os escravos, liderados por Cinqué, desafi aram as leis e impingiram um recomeço para a história republicana norteamericana. Contaram,para isso, com o auxílio inestimável do ex-presidente John Quincy Addams, um homem extremamente inteligente, que, inicialmente, negou-se a intervir no caso.
A sorte deles dependeu muito do jovem advogado que os representou. Porém, como se
tratavade uma época de reeleição, o destino dos cinquenta e três escravos se tornou uma questão política ainda mais complicada em razão das já relatadas disputas constantes entre o sul (escravocrata) e o norte (menos conservador e aberto ao abolicionismo).Inicialmente, os negros africanos foram julgados pelo assassinato da tripulação, mas o caso tomou vulto e o presidente americano Martin Van Buren, quesonhava ser reeleito, tentou forçar a condenação dos escravos, pois agradaria aos estados do sul e também fortaleceria os laços com a Espanha. A jovem Rainha Isabella II alegava que tanto os escravos quanto o navio eram seus e deveriam ser devolvidos.
Durante o julgamento inicial, de primeira instância, o advogado de acusação questionou
a legitimidade da escravidão. Ele argumentou que osafricanos, assim como os europeus e
americanos, sempre utilizaram desta arma contra os mais fracos e em benefício próprio em guerras ou como pagamento de dívidas. E isso não era fato inédito. Ao contrário, em toda história, ouviu-se falar em trabalho forçado, servidão, etc., o que não justifi ca nem autoriza moralmente um ato tão cruel como este, ou seja, além de escravizar um grupo apenas pela...
tracking img