Portifolio gestão de pessoas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3624 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO 3
2 DESENVOLVIMENTO 4
3 CONCLUSÃO 11
REFERÊNCIAS 12
INTRODUÇÃO

“A capacidade de criar produtos úteis ou bonitos e de encontrar o modo de resolver questões que suscitam perplexidade não se restringe às pessoas de talentos superiores, mas é um direito que todo homem de inteligência média traz consigo desde o nascimento.” (ERNEST R.HILGARD, apud. De Masi, 2005 p.13)

A captação e a manutenção de mão de obra sempre foi um ponto chave em qualquer negocio, independente de seu ramo de atuação. Mas devido às inevitáveis e constantes mudanças instigam as organizações em obter formas capazes de aumentar seu rendimento. Diferente de antes, atualmente a administração de uma ou mais empresas pendente não só o domínio dadidática administrativa, mas um conjunto de conhecimentos que melhor contribuem para identificar possíveis indivíduos determinantes para agregar o capital humano da instituição e ser tornara o diferencial que efetivamente poderá mudar o futuro da organização. Essa inovação no conceito de gestão de pessoas se faz necessário á cada dia, em que o imperativo tecnológico nos força a sermos ainda maiscriativos.
Como citado por Thomas D. Kuczmarski onde ele descreve a inovação como uma atitude que penetra e se propaga, permitindo às empresas enxergarem além do presente, criando uma visão de futuro. Faz-se presente quando introduzimos melhorias nos processos já existentes e garantimos a vantagem competitiva da empresa. [] (GRAMIGNA, 2007 p.5). E essa inovação seja ela tecnologia,administrativa ou organizacional por mais necessária que seja não se realizara sem pessoas.
E caber aos gestores captar, desenvolver e motivar essas pessoas, oferecendo oportunidades para que elas possam exprimir toda a sua potencialidade respeitando a subjetividade de cada individuo.

DESENVOLVIMENTO

As transformações que ocorreram com a abertura do mercado brasileiro nadécada de 90, provocaram um abalo irreversível na cultura empresarial nacional. Mas essas transformações já se anunciavam nas décadas anteriores com as implantações de programas de desenvolvimento organizacional, planejamentos estratégicos e de qualidade total. Infelizmente neste período foram focados somente os processos de produção, mas davam visíveis sinais de que o diferencial humano eradeterminante para o sucesso destes e de outros programas. No início os departamentos de recursos humanos exerciam essencialmente um papel de controle e administração dos benefícios existentes que eram ofertados aos trabalhadores, admissões e dispensas feitas por outros setores ou por conduta imprópria que ferisse o regime interno da empresa ou da sociedade. O setor atuava de forma secundária, no papelcoadjuvante das decisões das diretrizes e futuro das empresas. E isso perdurou durante a revolução industrial, onde o trabalhador somente uma peça da maquinaria. A invenção da máquina a vapor por James Watt alterou um pouco o curso da estrutura social, política e comercial. Se por um lado o trabalhador era substituído por maquinas, seria necessário alguém para operar essa mesma máquina e cuidardela. Assim teve início a necessidade da obtenção de trabalhadores dotados de capacidades para exercer essas funções, mas isso ainda não existia. Então os que existiam no processo existente foram selecionados e “condicionados” as novas necessidades.

“Podemos distinguir o homem dos animais pela consciência, pela religião ou por qualquer coisa que se queira. Porém, o homem sediferencia propriamente dos animais a partir do momento em que começa a produzir seus meios de vida, passo este que se encontra condicionado por sua

organização corporal. Ao produzir seus meios de vida, o homem produz indiretamente sua própria vida material.” (Marx & Engels, 1974, p. 19, grifos do original. Apud. Saviani, p.154)

Mas estas transformações se...
tracking img