Portfolio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1208 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL












estudo sobre os resíduos sólidos















2010













estudo sobre os resíduos sólidos no




Trabalho apresentado ao Curso Tecnologia em Gestão Ambiental da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para adisciplina Introdução à Gestão Ambinetal.


Prof. Cristina Célia Krawulski








2010
Sumario





Introdução............................................................................................3,4

Métodos................................................................................................5,6,7

Conclusão............................................................................................8

Referencias ..........................................................................................9

Anexos .................................................................................................10

Anexo 1..................................................................................................11Anexo 2..................................................................................................12







































Introdução



A estruturação de uma Política Nacional de Resíduos Sólidos vem ao encontro de um dos grandes desafios a ser enfrentado pelos governos e pelo conjunto da sociedade brasileira - amagnitude do problema da geração de resíduos sólidos. Hoje, no Brasil, segundo a Pesquisa Nacional de Saneamento Básico – PNSB, realizada em 2000 pelo IBGE, coleta-se diariamente, cerca de 125.281 mil toneladas de resíduos domiciliares, sendo que 47,1% dos mesmos vão para aterros sanitários. O restante, 22,3%, segue para aterros ditos controlados e 30,5% para lixões. Uma parcela mínima(nemcontabilizada na pesquisa) é coletada seletivamente e destinada para a reciclagem.
A classificação de resíduos é uma atividade complexa e, em muitos casos, ainda indefinida mesmo nos países desenvolvidos. Quanto mais perigoso é considerado o resíduo, maiores os cuidados necessários e, como consequência, maiores os custos envolvidos.
A questão central que se coloca é sobre apericulosidade ou não dos resíduos hospitalares (resíduos produzidos em unidades de saúde, constituídos de lixo comum , resíduos infectantes ou de risco biológico e resíduos especiais). Embora esta seja uma questão não-resolvida, os países desenvolvidos adotam uma política cautelosa e consideram tais resíduos como resíduos que exigem tratamento especial
No Brasil, as condições sãodiversas, sendo normal, especialmente nas cidades menores, que a remoção e a destinação dos resíduos, inclusive até daqueles potencialmente contaminados ou mesmo contaminados, sejam deixadas ao encargo dos serviços regulares de limpeza pública .
Um aspecto central, para que se instaure uma nova concepção de gestão e destinação de resíduos sólidos, refere-se á garantia, por um lado,de educação sócio-ambiental e, por outro, á promoção da mobilização da população. Para tal é preciso assegurar, na legislaçao, instâncias e instrumentos para que a sociedade exerça controle social, acompanhe a prestação de serviços de limpeza urbana e também participe da implementação de programas que priorizem o desenvolvimento social e a economia solidária.













MétodosConforme dados coletados, a população do município é de aproximadamente 31.312 habitantes. Estima-se que existam 8.300 famílias, sendo que 79% encontra-se na área urbana.
Segundo a Prefeitura, nunca foi realizado um estudo na cidade para quantificar a produção de lixo. Atualmente, o município tem gerado aproximadamente 540 toneladas de resíduos sólidos por mês (18...
tracking img