Portfólio sobre o codigo florestal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 12 (2799 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 2 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL


ADRIANO FERREIRA DE SOUZA
FABÍOLA PAULETTE RÊGO MORAES
GANDIS DA SILVA LOPES
GILMAR OLIVEIRA RODRIGUES
RENNÊ CAMARGO PORTELA SERQUEIRA
SUZANA MACHADO CUNHA CERQUEIRA
WAGNER SANTOS DA SILVA










DESENVOLVIMENTO URBANO DE BARREIRAS.
CADA VEZ MAIS HUMANO.BARREIRAS
2011

adriaNO FERREIRA DE SOUZA
FABÍOLA PAULETTE RÊGO MORAES
GANDIS DA SILVA LOPES
GILMAR OLIVEIRA RODRIGUES
RENNÊ CAMARGO PORTELA SERQUEIRA
SUZANA MACHADO CUNHA CERQUEIRA
WAGNER SANTOS DA SILVA










DESENVOLVIMENTO URBANO DE BARREIRAS.
CADA VEZ MAIS HUMANO.





Trabalho apresentado ao Curso Tecnologia em Gestão Ambiental daUNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Atividades Interdisciplinares: Portfólio em Grupo.
.


Prof.
Luciana Andréa Pire
Rosimeire Midori Suzuki Rosa Lima
Thiago Augusto DomingosWillian Luiz da Cunha












BARREIRAS

2011

1. INTRODUÇÃO.
O município de Barreiras encontra-se localizado na região do Oeste baiano, à margem esquerda do rio São Francisco. A partir da década de 1980 assume papel relevante no cenário nacional por configurar-se em uma importante fronteiraagrícola. A economia regional do cerrado barreirense tem foco direcionado para a cultura de soja, algodão, milho, café e feijão, que dependem de grandes quantidades de água retiradas das bacias do Rio Grande, Rio de Ondas, Rio de Janeiro, Rio das Fêmeas dentre outros.
Contemporaneamente, a cidade de Barreiras passou a conviver com um processo de urbanização acentuado devido à valorização daregião pelo agronegócio que atrai imigrantes dos lugares mais distantes do Brasil e especialmente oriundos das regiões nordeste e sul. Como conseqüência o caos urbano está refletido principalmente na estação chuvosa com enchentes devido haver uma completa impermeabilização do solo, intensa poluição e contaminação das águas superficiais, adensamento causado pelo parcelamento do soloe formação de periferias urbanas sem infraestrutura sanitária. A eliminação de áreas verdes determina ainda um ambiente pobre em qualidade de vida para a maioria de seus habitantes e no ambiente como um todo.

2. DESENVOLVIMENTO.

2.1 A ocupação em áreas de mananciais de abastecimento humano;

[pic]

Figura 1: Rio de Ondas.2.1a. Diagnóstico levantamento do município de Barreiras.
A ocupação em áreas de mananciais é um problema decorrente principalmente da expansão desordenada nas zonas periféricas das cidades sem planejamento urbanístico e licenciamento ambiental, resultado é a ocupação irregular atingindo consideravelmente os corpos de bacia hidrográfica, e os mananciais de abastecimento humano que sãofontes de onde se retiram águas para diversos usos, tais como: abastecimento da população, indústria, agricultura, etc.
Os mananciais podem ser compreendidos como todo corpo de água subterrâneo ou superficial, efetiva e potencialmente utilizada para o abastecimento humano. Na atualidade o desenvolvimento urbano sem planejamento de ações ambiental, configura-se como uma das principaiscausas da degradação dos rios, sendo que toda ação que ocorre numa bacia hidrográfica afeta a qualidade e a quantidade da água, alterando todo o sistema hidrográfico, um agente importante no processo de modelagem da paisagem, no qual a obtenção de suas características naturais é fundamental no gerenciamento, planejamento e gestão desse sistema.
De acordo Soares Neto (2005) a sub-bacia do...
tracking img