Por que o pib do brasil é maior que o pnb?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (589 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1- Por que o PIB do Brasil é maior que o PNB?
O PIB difere do produto nacional bruto (PNB) basicamente pela renda líquida enviada ao exterior (RLEE): ela é desconsiderada no cálculo do PNB, econsiderada no cálculo do PIB. Esta renda representa a diferença entre recursos enviados ao exterior (pagamento de fatores de produção internacionais alocados no país) e os recursos recebidos do exterior apartir de fatores de produção que, sendo do país considerado, encontram-se em atividade em outros países. Assim, caso um país possua empresas atuando em outros países, mas proíba a instalação detransnacionais no seu território, terá uma renda líquida enviada ao exterior negativa. Pela fórmula:
PNB = PIB - RLEE + Renda Recebida do Exterior
O país exemplificado terá um PNB maior que o PIB. Nocaso brasileiro, o PNB é menor que o PIB, uma vez que a RLEE é positiva (ou seja, envia-se mais recursos ao exterior do que se recebe). O PNB é menor do que o PIB porque uma parcela da ordem de 3 porcento do PIB brasileiro não é usufruída por brasileiros e sim enviada ao exterior na forma de lucros, dividendos e juros do capital estrangeiro. Assim, a renda interna bruta é de fato menor do que PIB.2- Quais os aspectos gerais do PIB e seus componentes?
O PIB pode ser calculado sob três aspectos, a saber:

(i) Pela ótica da produção, o PIB corresponde à soma dos valores agregados líquidos,ou seja, o valor da produção dos bens e serviços descontados os insumos utilizados para determinado fim, dos setores primário, secundário e terciário da economia, mais os impostos indiretos, mais adepreciação do capital, menos os subsídios governamentais.

(ii) Pela ótica da renda, o PIB é calculado a partir das remunerações pagas dentro do território econômico de um país, sob a forma desalários, juros, aluguéis e lucros distribuídos; somam-se a isso os lucros não distribuídos, os impostos indiretos e a depreciação do capital e, finalmente, subtraem-se os subsídios.

(iii) Pela ótica...
tracking img