Ponto isoeletrico caseina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1705 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
BIOQUÍMICA

PROFESSORA:















DETERMINAÇÃO DO PONTO ISOELÉTRICO DA CASEÍNA

PRÁTICA REALIZADA EM 03 DE ABRIL DE 2013



























PORTO ALEGRE, 09 DE ABRIL DE 2013



INTRODUÇÃO

A caseína é a principal proteína presente no leite fresco, representando entre 77 a 82% do total de proteínas presentes no leite. Seuponto isoelétrico fica no pH 4,7 e quando coagulada através da redução do pH é chamada caseína ácida. Através de variações no pH, e atingindo o ponto isoelétrico, garantimos que as cargas se anulem e com isso as moléculas ficam com pouca repulsão entre si, ocorrendo então o fenômeno da coagulação, e devido a atração eletrostática ocorre a aglomeração dessas proteínas.
A caseína não apresenta pontesde dissulfeto, apresenta pouca estrutura secundária e terciária, por isso não forma estruturas globulares, portanto sua estrutura não a torna suscetível à desnaturação. Essa proteína encontra-se no leite como uma suspensão de partículas ou micelas de caseína, sendo que a região hidrofóbica (apolar) fica no interior e a região hidrofílica (polar) na superfície exposta a água. As micelas de caseínase prendem juntas por íons de cálcio e interações hidrofóbicas.
A caseína além de estar presente no leite, também pode ser utilizada na produção de adesivos, produtos de origem alimentícia, e até mesmo fármacos.
O ponto isoelétrico da caseina é 4.7, sendo o valor de pH onde as cargas elétricas dos aminoácidos se igualam e se anulam formando a coagulação ácida da caseína. A proteínapurificada é insolúvel em água. Enquanto é insolúvel em soluções salinas neutras, prontamente se dispersa em meio alcalino diluído e em soluções salinas tais como oxalato de sódio e acetato de sódio.
Para determinar o ponto isoelétrico em amostras com várias proteínas, utiliza-se a técnica de focalização isoelétrica, que constitui na separação das proteínas de acordo com seus pontosisoelétricos. A mistura de proteínas é submetida a um campo elétrico, quando as moléculas carregadas positivamente movem-se em direção ao pólo negativo e as carregadas negativamente movem-se em direção ao pólo positivo. Cada proteína migra até alcançar o pH do seu ponto isoelétrico e chegando nesse ponto ela não se move mais.





















".

MATERIAIS E MÉTODOS

Osmateriais utilizados para essa prática foram:

Materiais utilizados:

- Pipetas graduadas de 1, 2 e 5mL.

- Pêra de borracha

- Tubos de ensaio (nove).

- Béquer

- Erlenmeyer

- Ácido acético nas concentrações 0,01M, 0,1M, 1M e 2M.

- Água destilada

- Hidróxido de sódio 1M

- Produto da extração da caseína do leite (previamente realizada).

* A caseína utilizada encontrava-seem estado sólido, após sua extração utilizando leite, ácido acético 2M, etanol e éter etílico realizada pelas técnicas anteriormente à atividade prática.




Experimento 1 – Preparação de uma solução de caseína

Foram colocados no frasco de erlenmeyer aproximadamente 1 grama da caseína obtida através da extração.

A seguir, foram medidos 50 mL de água destilada em uma proveta eadicionados ao erlenmeyer contendo a caseína, e foi agitado com o bastão de vidro.

Após foram medidos 25 mL de solução de hidróxido de sódio 1M em uma proveta, e o volume foi transferido lentamente para a solução de caseína até sua completa homogeneização.

Em seguida foram medidos 25 mL de solução de ácido acético 1M em uma proveta e adicionados à solução anterior com leve agitação.

Terminada estaetapa, foi medido o pH da solução com o peagâmetro , que foi de 6,89. O pH da solução obtida deve ser por volta de 7,0, então foi adicionada mais uma gota de hidróxido de sódio, agitado e medido novamente o ph, que foi de 6,92. Em mais uma tentativa de neutralizar ainda mais a solução, foi adicionada mais uma gota de hidróxido de sódio com leve agitação e medido novamente o pH, que desta vez...
tracking img