Pontes rolantes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1658 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Projeto de ponte rolante



1) Introdução


1.1) Dados gerais do projeto


Qt = Carga máxima= 50 ton.
H = Altura máxima de levantamento = 15 m
L = Vão = 20 m
C = Comprimento do galpão = 80 m


1.2) Velocidades


Ve = Velocidade de elevação = 4,94 m/min
Vc = Velocidade do carro = 20 m/min
Vl = Velocidade longitudinal = 80 m/min


1.3) Ciclos diários1 ciclo – 45 ton
4 ciclos – 30 ton
3 ciclos – 15 ton


Total – 8 ciclos por dia

1.4) Tempo diário de funcionamento

Para um ciclo completo, devemos considerar:
- 4 levantamentos;
- 2 movimentos do carro;
- 2 movimentos longitudinais.


1.4.1) Elevação


[pic]
[pic]min/dia

1.4.2) Carro


[pic]
[pic]min/dia1.4.3) Translação


[pic]
[pic]16 min/dia


1.4.4) Tempo total de funcionamento diário


[pic]min/dia


2) Sistema de levantamento


2.1) Classe de funcionamento


[pic]
Tabela 20 NBR 8400 Pág. 26

Com [pic]min/dia tem-se:
Classe de funcionamento = V1


2.2) Estado de Solicitação


- Média Cúbica


[pic]Com:


[pic]


[pic]

[pic]

[pic]

K = 0,7

[pic]
Item 6.1.3.3 ( NBR 8400 Pág. 26)


[pic]
De acordo com a norma, temos que o estado de solicitação de nosso mecanismo de elevação é 3 com P= 2/3 (Fração da solicitação máxima).


2.3) Grupo de mecanismos

[pic]
Tabela 23 NBR8400 Pag. 23

Com classe de funcionamento V1 e estado de solicitação 3, o sistema delevantamento é classificado no grupo de mecanismo 2m.


2.4) Seleção de equipamentos

2.4.1) Seleção do moitão

A partir da capacidade de carga da ponte rolante, podemos encontrar as dimensões e o peso do moitão, sendo que para a carga de 50 toneladas, o moitão deve ser obrigatoriamente de 4 polias. O peso máximo do moitão é obtido através da tabela das páginas 67 e 68 do livro: Aparatos deElevación y Transporte – Hellmut Ernst. Logo, para 50 ton de carga máxima suportada, temos:

[pic]

Pmoitão = 1010 kgf


- Dimensões do moitão:
[pic]





2.4.2) Cabo de aço

[pic]6376,25 kgf

Para grupo de mecanismos 2m e cabos normais temos que Q = 0,300

[pic]do cabo = [pic]
[pic]
Dc = 23,96 mm

Normalizando de acordo com o catálogo da empresa Cimaf:

Dc = 1” = 25,4 mm2.4.3) Tambor/Roldanas

Para determinarmos os diâmetros, precisamos primeiramente calcular o valor de Wt que é o número total de inflexões do sistema:
• W= 0 (Para a polia de compensação);
• W= 1 (Para o tambor);
• W= 2 (Para cada polia que não gera inversão no sentido de enrolamento no percurso do cabo);
• W= 4 (Para cada polia que provoca uma inversão no sentido de enrolamento).[pic]
Numero de inflexões

Logo, para o nosso sistema de 8 cabos e 4 polias, temos que Wt= 7 (considerando apenas um lado por ser gêmeo).


[pic]






2.4.3.1) Diâmetro da roldana de compensação

[pic]
Drc [pic] 398,27 mm

Normalizando o diâmetro conforme a norma DIN:

|Diâmetros Padronizados de Polia (Norma DIN)|
|200 |
|200 |250 |315 |400 |500 |630 |710 |800 |
|10 |680,81 |635,49 |50,64 |231,29 |1286,62 |1,28 |M13|

Portanto utilizaremos 10 parafusos M13 para a fixação da coroa no tambor.

2.6) Cálculo do eixo do pinhão

Material para o eixo Aço 8620
[pic] cv
[pic] rpm

Mt [pic] kgf. cm

[pic] kgf

[pic]kgf

- Plano Horizontal (PH):

[pic]
[pic] 3177,45 kgf

[pic]
[pic]kgf.cm
[pic]
[pic]kgf.cm

- Plano Vertical (PV):

[pic]
[pic]1156,47 kgf

[pic]
[pic]...
tracking img