Pontes em madeiras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4028 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
Curso técnico de edificações
Tarde – Turma C



TRABALHO DE ESTRUTURAS TEMA:
MADEIRA COMO ELEMENTRO ESTRUTURAL EM OBRAS ESPECIAIS (PONTES).










CURITIBA
2012

SENAI – Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
Curso técnico de edificações
Tarde – Turma C

TRABALHO DE ESTURURAS TEMA:
MADEIRA COMO ELEMENTROESTRUTURAL EM OBRAS ESPECIAIS (PONTES).

Relatório do processo de construtivo relacionado a Pontes e viadutos em madeira apresentado como exigência parcial na disciplina de estruturas do Curso técnico de edificações da Turma “C”, sob orientação do Profº Mario Bandle.

Acadêmicos: Alana Leite, Ariane Bittencourt,
Lucas Dias e Stephany Kiridoshi.








CURITIBA
2012
SUMÁRIO

1.Introdução. 4
2. Pontes. 5
2.1. Ferrovia 5
2.2. Rodovia 5
2.3. Passagem para pedestres 5
3.Viaduto. 5
4.Viabilidade. 5
5.Estrutura da ponte: 6
5.1. Superestrutura 6
5.1.1. Lajes (tabuleiro) 6
5.1.1.1. Pranchas de madeira serrada: 6
5.1.1.2. Madeira laminada pregada: 6
5.1.1.3. Madeira laminada colada: 6
5.1.1.4. Compósitos de madeira e concreto: 7
5.1.2. Estrutura de sustentação 85.1.2.1. Pontes em Vigas 8
5.1.2.1.1. Vigas simples em peças roliças: 8
5.1.2.1.2. Vigas com peças roliças compostas: 8
5.1.2.1.3. Vigas de peças serradas 8
5.1.2.1.4. Vigas de peças serradas compostas: 9
5.1.2.1.5. Vigas laminadas coladas: 9
5.1.2.1.6. Vigas compostas por peças serradas e compensadas: 9
5.1.2.1.7. Vigas treliçadas: 9
5.1.2.2. Pontes em arco: 10
5.1.2.3. Pontes em pórtico: 105.1.2.4. Pontes em placa: 10
5.2. Mesoestrutura 10
5.2.1. Pilares 10
5.2.2. Aparelhos de apoio 11
5.2.3. Encontros 11
5.3. Infraestrutura 11
5.3.1. Blocos 11
5.3.2. Sapatas 11
5.3.3. Estacas 11
5.3.4. Tubulões 11
5.3.5. Mistos: 11
5.3.6. Muros de Contrafortes: 11
5.3.7. Muros de Gabiões: 11
5.3.8. "Crib Wall": 11


1. Introdução.

O início do uso da madeira de forma racionalproporcionou construções mais complexas e pensadas do que as até então encontradas. A ponte Wettingen (Wettingen Brücke) sobre o rio Limmat, na Suíça, é um belo exemplo de grandiosidade e evolução da engenharia. De 1778 e revolucionária no mundo da construção civil.
A obra foi feita pelos irmãos Grubenmann e é notável pelo suporte utilizado. A técnica de sobrepor e parafusar vigas de madeirapermitiu que fossem construídos maiores vãos sem a necessidade de tantos pilares de apoio. A ponte Wettingen foi a primeira a possuir um arco verdadeiro utilizando madeira. Com essa tecnologia e a ajuda de projetistas da época, os irmãos construíram um vão de impressionantes 60 metros.
O desenho, dessa e de outras pontes da mesma época, foi feito por John Soane. De 1770 a 1772 ele andou pela Suíça eestudou cerca de quinze pontes. A partir daí fez os seus projetos, que revolucionaram o modo de construir pontes.
Devido às novas tecnologias, as pontes com estrutura de madeira são deixadas de lado. A madeira, ao contrário da crença popular, é ótimo material estrutural, desde que seja utilizada racionalmente. Se forem tratadas com material preservativo, como, por exemplo, CCA (Cobre, Cromo,Arsênio) ou CCB (Cobre, Cromo, Boro), as peças de madeira apresentam resistência aos organismos deterioradores e ao fogo. Dessa forma, é possível a construção de grandes estruturas, que devem manter sua integridade por longo período, como é o caso de pontes. O que acontece normalmente, é que a maioria das pontes de madeira existentes não foram projetadas e construídas por profissionais especializados, oque resultou em obras caras, sem segurança e de baixa durabilidade, que necessitam de reforço estrutural e geram visão negativa do emprego da madeira na construção civil.
As pontes laminadas protendidas transversalmente têm sido estudadas em várias partes do mundo e já somam mais de 2.500 unidades construídas, em vários países, como Estados Unidos, Austrália, Canadá, Japão, Alemanha e outros,...
tracking img