Polos de crescimento perroux

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (971 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Os Pólos de Crescimento de Perroux
Embora os fatores de aglomeração de inspiração marshalliana
desempenhem um importante papel na elaboração do conceito de pólo de
crescimento proposto peloeconomista francês François Perroux (1903-1987), é
sem dúvida de natureza schumpeteriana sua principal influência nessa questão.
Com efeito, a crítica de Perroux ao “fluxo circular da vida econômicaenquanto
condicionado por circunstâncias dadas”1812de inspiração walrasiana é visivelmente
influenciada pela crítica originalmente apresentada por Schumpeter (1911)19.13.
A formulação da crítica aoequilíbrio geral walrasiano teria levado Perroux (1955,
p. 146) a afirmar que “nenhum crescimento observável de uma economia exprimese
pelo modelo que se acaba de caracterizar”.
Partindo dasproposições apresentadas por Schumpeter (1911) a respeito
do papel desempenhado pelas inovações na dinâmica capitalista20,14Perroux propõese
a explorar as relações que se estabeleceriam entre indústrias que eledenominou
motrizes – que têm a propriedade de aumentar as vendas e as compras de serviços
de outras – e movidas – que têm suas vendas aumentadas em função das indústrias
motrizes –, argumentandoque o crescimento não ocorre de forma homogênea no
espaço, mas “manifesta-se em pontos ou pólos de crescimento, com intensidades
variáveis, expande-se por diversos canais e com efeitos finaisvariáveis sobre toda a
economia” (PERROUX, 1955, p. 146). Dessa forma, Perroux argumenta que a
18 A expressão intitula o primeiro capítulo da Teoria do Desenvolvimento Econômico de Schumpeter
(1911).
19Perroux foi o responsável pela introdução à versão francesa da Teoria do Desenvolvimento Econômico,
editada em 1935.
20 Convém ressaltar que Perroux (1955, p. 151) estende sua análise para além dasproposições originais
de Schumpeter (1911) ao considerar, ao lado dos empresários privados (que seriam, sob seu ponto
de vista, o foco da análise de Schumpeter), os “poderes públicos e suas...
tracking img