Politicas publicas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2768 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic] Universidade Anhanguera - Uniderp
Centro de Educação a Distância





GESTÃO PÚBLICA



NOME DOS ALUNOS E RA

JUCELIA MARIA DE ANDRADE RA:216130
HELOIZA HELENA OLIVEIRA DA SILVA RA:191926
CREITON SILVIORA:222559
SOLANGE APARECIDA VITOR RA:197905







DESAFIO DE APRENDIZAGEM
POLITICAS PUBLICAS

















Rondonópolis/MT


NOME DO ALUNO e RA




JUCELIA MARIA DE ANDRADE RA:216130HELOIZA HELENA OLIVEIRA DA SILVA RA:191926
CREITON SILVIO RA:222559
SOLANGE APARECIDA VITOR RA:197905










DESAFIO DE APRENDIZAGEM
POLITICAS PUBLICASTrabalho apresentado ao Curso de gestão publica da Universidade Anhanguera -Uniderp , para a disciplina de politicas publicas.


Professor : ME.















INTRODUÇAO

No Brasil, assim como em outros países, observa-se o crescimento de um “terceiro setor”, coexistindo com os dois setores
tradicionais: o primeiro setor, aquele no quala origem e a destinação dos recursos são públicas, corresponde às ações do
Estado e o segundo setor, correspondente ao capital privado, sendo a aplicação dos recursos revertida em benefício próprio.
O terceiro setor constitui-se na esfera de atuação pública não-estatal, formado a partir de iniciativas privadas, voluntárias, sem
fins lucrativos, no sentido do bem comum. Nesta definição,agregam-se, estatística e conceitualmente, um conjunto altamente
diversificado de instituições, no qual incluem-se organizações não governamentais, fundações e institutos empresariais,
associações comunitárias, entidades assistenciais e filantrópicas, assim como várias outras instituições sem fins lucrativos.
Neste Relato, reunimos as informações disponíveis quanto ao subconjunto formado pelasorganizações não governamentais,
conhecidas como ONGs, e pelas fundações e institutos com atuação pública vinculados às empresas, que se apresentam
como a inserção empresarial no terceiro setor.





























ETAPA 01

Terceiro Setor é uma construção teórica oriunda dos EUA, onde existe uma tradição longa histórica de filantropia, onde empresasfinanciam universidades e uma infinidade de fundações que atendem a demandas específicas de grupos e interesses diversos da sociedade. 
No Brasil há uma tradição de mais de meio século de entidades assistenciais e ou filantrópicas que lidam com a caridade, solidariedade e com o assistencial. Estas entidades de atendimento aos chamados "carentes", vêm desenvolvendo ações nas áreas da educação formal einformal, saúde e outras, muitas delas ligadas às igrejas. As entidades assistenciais e filantrópicas têm história e presença na sociedade brasileira de longa data.

Em setembro de 1996 foi realizado o III Encontro Ibero-Americano do Terceiro Setor, no Rio de Janeiro, sob a coordenação do Grupo de Institutos, Fundações e Empresas Privadas- GIFE, que investem em projetos sociais, segundo osobjetivos a que se propõem, "visam o desenvolvimento do país, estimulando a cidadania participativa", especialmente no meio empresarial. Em maio de 1997 foi lançado o livro Terceiro Setor: desenvolvimento sustentado que nasceu da realização do III Encontro Ibero-Americano do Terceiro Setor.


Como surgiu as ONGS

A organizações não governamentais (ONGs) surgiu nas
décadas de 60 e 70, épocas...
tracking img