Politicas públicas e sociais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1626 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO.........................................................................................................3

2. DESENVOLVIMENTO (POLÍTICAs PÚBLICAS E SOCIAIS e indice de desenvolvimento humano no contexto do serviçosocial).......................................................................................................................4

3. CONCLUSÃO..........................................................................................................

4. REFERÊNCIAS.........................................................................................................

1. INTRODUÇÃO

Reconhecer o quanto as Políticas publicas, a Realidade Regional o IDH e outras ferramentas sãoimportantes para nossa profissão nos da uma dimensão das etapas do conhecimento que temos que vivenciar. Este trabalho vem contextualizar brevemente a relação do Serviço Social com a Saúde no Brasil, e também expor os Índices de Desenvolvimento Humano do município de Sobral- Ceará. É importante salientar que o profissional do Serviço Social está constituído dentro do processo de criação daConstituição de 1988 e em seguida enfrenta a insistente implantação do modelo neoliberal por parte dos políticos na década de 90, que “por um acaso” tem reelaborado o seu código de ética profissional que se compromete com as políticas publicas e sociais, para que possam ser asseguradas a todos os brasileiros.

2. DESENVOLVIMENTO (POLÍTICAs PÚBLICAS E SOCIAIS e indice de desenvolvimento humano nocontexto do serviço social)

2. Um bREVE HISTÓRICO DA RELAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL COM A POLÍTICA DE SAÚDE NO BRASIL

Com o intuito de fazermos uma analise especifica da Política de Saúde no Brasil, se faz importante estabelecer os anos mais significativos em termos de mudanças e evolução da saúde brasileira relacionados ao Serviço Social, pois nessa década evidenciou-se por parte dos movimentossociais a necessidade de tornar a saúde uma total responsabilidade do Estado e um direito do povo brasileiro:

“A década de 80 no Brasil, foi um período de grande mobilização política, como também de aprofundamento da crise econômica que se evidenciou na ditadura militar. Nessa conjuntura a um movimento significativo na saúde coletiva, que também ocorre no Serviço Social, deampliação no debate teórico, e da incorporação de algumas temáticas como Estado e as políticas sociais fundamentadas no marxismo ” ( BRAVO, [et.al] página 32)

Não há como desvincular o Serviço Social da década de 80, pois além da reforma na saúde e construção de uma reforma sanitária brasileira a nossa profissão estava passando por um momento “reforma” interna, na qual buscava-se aquebra de paradigma negando o Serviço Social tradicional, na busca de uma nova práxis que condizia exatamente com as necessidades do país naquele período:

“ É impossível falar do Serviço Social sem referenciar os ano 80. Estes são fundamentais para o entendimento da profissão hoje, pois significa o inicio da maturidade da tendência atualmente hegemônica na academia e nasentidades representativas da categoria. ( NETTO 1996 & BRAVO 1996)

Assim o contexto da Saúde publica do Brasil na década de 80 enfrentava movimentos que defendiam a democratização do acesso aos serviços de saúde, e outro bloco defendia a privatização da saúde. Assim em 1986 ocorreu a 8ª Conferencia Nacional de Saúde, que é o fato mais significante na história da política de saúde publica noBrasil e com muita luta dos movimentos sociais conseguiram estabelecer a reforma sanitária mesmo tendo interesses antagônicos de categorias que buscavam privatizar a saúde brasileira. Mesmo com toda sua participação na luta pela democratização do acesso dos serviços públicos de saúde o Serviço Social demorou a ter seu espaço na Saúde publica em cargos estatais, e isso se deu somente nos anos 90....
tracking img