Politicas de financiamento na saúde

Páginas: 5 (1208 palavras) Publicado: 14 de março de 2011
[pic]
[pic]
Índice

1. Introdução 3
2. Sistemas de Saúde 4
3. Estratégia das Politicas de Saúde 5
4. Tipos de Financiamento existentes na OCDE 5
5. O caso de Portugal 6
6. Modalidade de Pagamento do SNS 7
7. Aspectos Gerais do Sistema de Contratualização 7
7.1. Financiamentos adicionais. 8
7.2. Sigic - Sistema Integrado para gestão de inscritos para cirurgia 9
8. Conclusão 10
9.Referências bibliográficas 11

Introdução

O acelerado ritmo de crescimento das despesas de saúde, e a falta de equidade no acesso aos cuidados de saúde, criaram a necessidade aos governos de repensarem as suas políticas de saúde, levando a reformas dos sistemas ou até mesmo a questioná-los na eficiência dos serviços e na efectividade dos resultados.

O nível de sucesso com que os sistemasde saúde estão a alcançar os seus objectivos está a ser analisado por vários trabalhos da OCDE. A revisão e os processos de reforma têm sido conduzidos por pressão de controlo de despesas dos serviços de saúde face ao rápido aumento dos custos e pela necessidade de uma maior responsabilização perante os utilizadores.

Sistemas de Saúde

Os sistemas de saúde podem agrupar-se em dois tipos:O Serviço Nacional de Saúde onde a cobertura é universal e o financiamento assenta em impostos ou contribuições obrigatórias e a prestação é efectuada por instituições públicas.

Características sistema tipo SNS:

❑ Universalidade na cobertura;
❑ Generalidade, nas prestações;
❑ Gratuitidade, no ponto de utilização;
❑ Financiamento através dos impostos.

O Mercado deLivre Concorrência em que o financiamento assenta em pagamentos directos ou indirectos pelos doentes e a prestação é privado.

Características Mercado Livre Concorrência:

❑ O acesso á prestação de cuidados não é universal;
❑ Os serviços e os recursos são privados, lucrativos ou não lucrativos e geridos com autonomia;
❑ O financiamento contem uma elevada componente privada e defundos sociais

Estratégia das Politicas de Saúde

Podemos referir alguns dos aspectos da estratégia das políticas que culminam na integração para uma boa prestação de cuidados de saúde relevando custo e eficácia, tais como:

❑ Equidade - Conjunto mínimo de cuidados de saúde para todos os cidadãos consoante as necessidades.
❑ Eficiência - Despesas devem consumir uma parcelaadequada do PIB, assim como a escolha de serviços que maximizem a produção e mostrem resultados.
❑ Autonomia aos prestadores - Reconhecimento das capacidades
❑ Liberdade de escolha dos utilizadores – quer na rede pública ou privada

Tipos de Financiamento existentes na OCDE

❑ Modelo de reembolso público
Os doentes são reembolsados por fundos de um seguro público. Ex: França,Bélgica
❑ Modelo de contrato público
Um fundo de doença ou autoridade pública paga aos prestadores directamente, ao acto ou capitação. Ex: Alemanha, Holanda, Canada
❑ Modelo Integrado
Integração de prestadores e pagadores e em que os prestadores públicos são pagos por recursos públicos. Ex: Portugal – SNS

Quadro comparativo entre os vários tipos de financiamento
|OBJECTIVOS|REEMBOLSO PUBLICO |CONTRATO PUBLICO |MODELO INTEGRADO |
|Adequação, Equidade |Sim |Sim |Sim |
|Protecção do Rendimento |Sim |Sim |Sim |
|Eficiência Macro |Não |Sim |Sim |
|Resultados deSaúde |? |? |? |
|Satisfação do Utente |Sim |Sim |? |
|Minimização custos |Sim |Sim |? |
|Escolha do Consumidor |Sim |Sim |? |
|Autonomia do...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Financiamento da política de saúde
  • Financiamento na saúde
  • O FINANCIAMENTO DA POLÍTICA DE SAÚDE: CONCEPÇÃO A PARTIR DO FUNDO MUNICIPAL DE FORTALEZA
  • Financiamento do Sistema Único de Saúde
  • Financiamento e administração financeira em saúde;
  • Politicas de saude
  • AS POLÍTICAS DE SAÚDE
  • Politicas de Saude

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!