Politicas da acçao social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1588 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
“ O Estado-Providência vive com problemas e contradições. A diminuição do crescimento económico, as transformações do mercado de trabalho e das estruturas demográficas, as atitudes face ao Estado-Providência, a integração Europeia e a globalização crescentemente desregulada criam novos cenários e desafios às políticas socias.” In: Rodrigues, E. (2010). Escassos caminhos. Os processos deimobilização social dos beneficiários do Rendimento Social de inserção. Porto: Edições Afrontamento.

Ano letivo: 2012/2013

Sumário:
1.Surgimento do Estado Providência; 2.Crise do trabalho e do Estado Providência; 3.Os “Trinta Gloriosos” 4.A integração de Portugal na União Europeia 5.Plano Nacional de Emprego 6.Plano Nacional de Ação para a inclusão 7.RSI

Introdução
Como trabalho final daunidade curricular de Politicas da Ação Social, foi-nos proposto pelo professor doutor Agostinho Silvestre incluir neste trabalho todos os temas abordados nas aulas do primeiro semestre. Mencionando como surgiu e as dificuladades do Estado-Providência, a crise do trabalho , os vários planos de apoio ao desemprego, e também as ajudas possiveis ás familias com menos possibilidades.

Desenvolvimento
OEstado Providência enfrenta problemas e contradições. O envelhecimento da população provoca assimetrias em todo o país e os jovens têm que sair para trabalhar nas grandes cidades ou fora do país devido à elevada taxa de desemprego,e também uma esperança média de vida alta existindo assim menos gente a descontar e mais a receberem reformas. Na Europa do pós-guerra, os governos lançam-se num vastoprograma de nacionalizações, que atinge os bancos, as companhias de seguros, a produção de energia, os transportes, entre outros sectores. O Estado torna-se, por esta via, o principal agente económico do país, o que lhe permite exercer a sua função reguladora da económia, garantir o emprego e definir a política salarial. Um tal conjunto de medidas modificou de uma forma profunda, a concepçãoliberal de estado dando origem ao Estado-Providência, que, desde então até aos nossos dias marcou fortemente a vida das democracias ocidentais. A estruturação do Estado-Providência na Europa do pós guerra fez-se rapidamente. O sistema de proteção social generalizou-se a toda a população passando a acautelar as situações de desemprego, acidente, velhice e doença, estabelecem-se prestações de ajudafamiliar como o abono de familia e outros subsidios aos mais pobres. Complementarmente, ampliam-se as responsabilidades do estado no que concerne à habitação, ao ensino, e à assistência médica. O crescimento económico do pós-guerra estruturou-se em bases sólidas, permitindo assim uma época de prosperidade económica. Os governos não só assumiram grandes responsabilidades económicas como delinearamplanos de desenvolvimento coerentes, que permitiram estabelecer prioridades e definir directrizes futuras. Externamente, os acordos de Bretton Woods e a criação de espaços económicos alargados como a CEE tiveram um papel semelhante, hormonizando e fomentando

as relações económicas internacionais. Entre 1945 e 1973, a produção mundial mais que triplicou e, em certos sectores, como a produçãoenergética e a automóvel, multiplicou-se por dez, as economias cresceram de forma contínua, sem períodos de crise, registando apenas, de tempos em tempos, pequenos abrandamentos de ritmo. Estes cerca de trinta anos de uma prosperidade material sem precedentes ficaram na história como os “Trinta Gloriosos”, vivendo assim a Europa um período exepcional de crescimento económico e pleno emprego. Apartir dadécada de 70, o tema do desemprego foi ganhando terreno. De inicio, discretamente e sob formas que o apontavam como uma simples alteração de conjuntura. A crise do desemprego pode dizer-se que foi também por causa dos avanços tecnólogicos, assim iam dispensando mais o trabalho manual. Apartir do 25 de Abril de 1974 Portugal entrou num período de grande instabilidade política, económica e...
tracking img