Politica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2991 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Qual é o sentido da Política? Antigamente, a resposta para essa pergunta era simples: “o sentido da política é a liberdade”. Porém na sociedade em que vivemos, após as inúmeras experiências reais que se teve com a política e a desgraça que ela causou, a pergunta que se deve fazer é: “a política ainda tem algum sentido?”.
Segundo a visão de Hannah Arendt esta pergunta baseia-se em dois fatos: oprimeiro é a forma totalitária do governo que torna a vida do homem politizada, acabando com a sua liberdade. O segundo é a conservação da vida tendo em vista o desenvolvimento das modernas possibilidades de destruição, mostrando que talvez a política e a conservação da vida não são compatíveis entre si.
A política nos dias de hoje, com base nos fatos em que vemos todos os dias nos jornais, estásem sentido. Esta ausência de sentido pode ser observada na falta de solução na qual se “atolaram” todas as questões políticas. Para alguns a única saída seria um milagre, mas não de caráter religioso. O milagre é empregado por Hannah como algo que improvável de acontecer, um milagre, para ela, é considerado um novo começo, um fato que interrompe um processo e inicia outro diferente. E o milagre damudança na política se torna possível apenas porque o homem tem o poder de agir, ou seja, o ser humano pode iniciar algo e simplesmente modificá-lo.
A política é classificada como um meio para um fim mais elevado, mas a determinação dessa finalidade vem mudando através dos séculos. A política é uma necessidade, pois o homem é um ser que não existe fora da sociedade e necessita dos seussemelhantes para sua sobrevivência, ou seja, não pode viver sozinho, por isso é preciso que a política intervenha na vida humana para a garantia do convívio.
Comum em todas as respostas é o fato de acharem a política natural, algo que sempre existiu com os homens. Mas para Aristóteles a política não estava em toda parte em que existiam os homens, para ele estavam excluídos da política os escravos, osbárbaros asiáticos e os reinos de governos despóticos. Ele julgava o fato de viver numa polis uma característica humana e que essa organização política representava uma forma elevada de convívio. Portanto a política é humana num sentido específico. O que diferenciava os homens da “polis” das outras formas de convívios, era a liberdade, de certa maneira o homem tinha que ser livre para viver em uma“polis”. A liberdade pode ser entendida como um espaço formado por muitos, onde todos são iguais. E a isonomia não garante que todos são iguais perante a lei, mas sim que todos têm o mesmo direito à atividade política. Para os gregos a liberdade era aplicada apenas para homens de uma mesma esfera social, na qual se relacionavam de igual para igual.
Temos um preconceito moderno de achar que a políticaé uma necessidade imperiosa que sempre existiu e isso não é verdade, pois a coisa política, de fato, existiu apenas em poucas épocas. Em uma forma de Estado totalitária existe o pensamento que a liberdade do homem deve ser sacrificada para o desenvolvimento histórico.
A idéia de que a política e a liberdade estão ligadas existe desde a polis grega e persiste até hoje tendo sido transformada eenriquecida. No início essa liberdade era diferente dos dias de hoje. Para os gregos a liberdade significava o poder do homem de distanciar-se da obrigação da casa e de sua família, e este poder existia só para alguns. Hoje entendemos que liberdade, é ir aonde se deseja, a liberdade de ir e vir. Essa teoria de que só se pode ser livre quem está disposto a arriscar a vida explica que para chegar a ummundo comum a todos, precisamos nos distanciar de experiências privadas e da conexão familiar.
Para Homero a polis era a resposta para a experiência das possibilidades de uma vida entre iguais. Já para Platão a polis nasceu do encontro de grandes acontecimentos na guerra ou em outros feitos, quer dizer, das próprias atividades políticas.
Na Grécia antiga não havia separação...
tracking img