Politica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 31 (7502 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CLÁSSICOS DA
PSICOPATOLOGIA
ano VIII, n. 4, dez/ 2 0 05

Rev. Latinoam. Psicopat. Fund ., VIII, 4, 769-787

A abordagem fenomenológica
em psicopatologia*1

Karl Jaspers

A subjetividade dos eventos psíquicos
Ao exame de um paciente psiquiátrico é comum a distinção entre
sintomas objetivos e subjetivos. Sintomas objetivos incluem todos os
eventos concretos que podem ser percebidospelos sentidos, e.g. reflexos, movimentos registráveis, a fisionomia de um indivíduo, sua
atividade motora, expressão verbal, produções escritas, ações e conduta geral etc. Todos os rendimentos mensuráveis, como a capacidade de trabalho do paciente, sua habilidade para aprender, a
magnitude de sua memória, além de outros, pertencem a esse domínio. Também é comum incluir, entre os sintomasobjetivos, manifestações como idéias delirantes, falsas memórias etc.; em outras
palavras, os conteúdos racionais que o paciente nos comunica. Estes, realmente, não são percebidos pelos sentidos, mas apenas compreendidos. No entanto, tal “compreensão” é alcançada por meio do
pensamento racional, sem auxílio de qualquer empatia para com o
psiquismo do paciente.

*

Texto originalmente publicado em Zeitschrift für die Gesamte Neurologie und
Psychiatrie, em 1912. Tradução para o português, de Adriano C. T. Rodrigues.

R
E
V
I
S
TA
LATINOAMERICANA
DE
PSICOPATOLOGIA
FUNDAMENTAL
ano VIII, n. 4, dez/2 0 05

Sintomas objetivos podem ser direta e convincentemente demonstrados
a qualquer um com capacidade senso-perceptiva e de pensamento racional;
mas os sintomas subjetivos, paraserem compreendidos, devem se referir a algum processo que, contrastando à senso-percepção e pensamento lógico, é normalmente descrito pelo mesmo termo “subjetivo”. Sintomas subjetivos não podem ser percebidos pelos órgãos sensoriais, tendo de ser apreendidos pela
transposição de si mesmo, por assim dizer, ao psiquismo de outro indivíduo;
isto é, pela empatia. Podem se tornar uma realidadeinterna para o observador
apenas pela sua participação da experiência da outra pessoa, não por qualquer
esforço intelectual. Os sintomas subjetivos incluem todas estas emoções e processos internos, como o medo, tristeza, alegria, que nós sentimos poder apreender
imediatamente a partir de seus concomitantes físicos; este nós tomamos por “expressões” da emoção subjacente. Há, ainda, todas aquelasexperiências psíquicas e fenômenos que os pacientes nos descrevem e que se tornam acessíveis
a nós apenas indiretamente, através do julgamento e exposição do próprio paciente. Por fim, os sintomas subjetivos também incluem aqueles processos
mentais que temos de inferir a p a r t i r d e f r a g m e n tos dos dois tipos prévios
de dados, manifestos pelas ações do paciente e pelo modo como ele conduzsua vida.
É comum relacionar esta classificação de sintomas em objetivos e subjetivos
a um contraste preciso de valores. Segundo este, apenas os sintomas objetivos
oferecem certeza; por si mesmos, eles constituem uma base para o estudo
científico, enquanto os sintomas subjetivos, embora não possamos renunciar
facilmente aos mesmos nas nossas avaliações preliminares, são considerados bempouco confiáveis para fazer-se julgamentos finais e infrutíferos para o propósito
de qualquer investigação científica adicional. Há um desejo difundido de que
nossos estudos das desordens mentais se baseiem apenas em sintomas objetivos
e que, idealmente, desconsiderem nossos sintomas subjetivos como um todo. Tal
perspectiva tem seus defensores – nem todos igualmente coerentes – tanto napsicologia quanto na psiquiatria. Uma “psicologia objetiva” é contraposta à
“psicologia subjetiva”. A primeira dizendo preocupar-se apenas com dados
objetivos; sua conseqüência natural sendo uma psicologia sem psiquismo. Os
defensores da última (os quais, deve-se dizer, jamais deixaram de reconhecer o
real, mas diferente valor da primeira) levam em consideração as auto-observações,
as análises...
tracking img