Politica social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2147 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO
ESCOLA DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS
CURSO DE SERVIÇO SOCIAL



Gerlice Costa e Thawanny Cristina
















POLÍTICAS SOCIAIS

FUNDAMENTOS E HISTÓRIA



















Rio de Janeiro, Outubro 2012


Gerlice Costa e Thawanny Cristina










POLÍTICAS SOCIAIS

FUNDAMENTOS E HISTÓRIAE.O referente a avaliação de A1 para disciplina de política social sob a orientação da professora Mônica.












Rio de Janeiro, Outubro 2012
SUMÁRIO


1. Introdução ---------------------------------------------------------------------------------------- 4/5

2.Desenvolvimento-------------------------------------------------------------------------------- 6

2.1. Política Social e métodos------------------------------------------------------------------ 7
2.2. Capitalismo, liberalismo -------------------------------------------------------------------- 8
e as origens da política social

2.3. Keynesianismo, fordismo ------------------------------------------------------------------ 9
noprocesso de acumulação acelerada de capital

3. Considerações finais--------------------------------------------------------------------------- 10

4. Referências--------------------------------------------------------------------------------------- 11

INTRODUÇÃO

A presente obra retrata a história e os fundamentos sobre o foco da politica social, este tema está voltado para à formaçãoprofissional na área do Serviço Social.
A política social na história, está relacionada com o formato da questão social,aqui compreendida como expressão das relações de produção e reprodução social no capitalismo e as respostas das classes sociais e do Estado.
A política social tem em seus veios constitutivos desde a sua origem uma relação com a economia, com a luta de classes,a política e a cultura, demodo a compreender seus caminhos e sua dinâmica na atualidade, bem como a maneira como é apropriada pelo Serviço Social.
O processo histórico do serviço social deu-se a partir dos anos 1930, assinalando vários acontecimentos e momentos em que houve concepções diferente do serviço social no contexto do desenvolvimento capitalista brasileiro a saber: a visão moral e de disciplinamento da força detrabalho nos anos 1930, ênfase na interação Estado/sociedade com ação na família no pós-guerra, orientação para o desenvolvimento nos anos 1960,” Na ditadura militar pós- 64 o país viveu mais um processo de modernização conservadora talvez o último suspiro nessa modalidae marcante do desenvolvimento nacional: industrialização e urbanização aceleradas e modernização do Estado brasileiro.”(BOSCHETTI, pág 15).
Nas últimas três décadas, a partir dos anos 1960, em especial, tem-se experimentado uma crise das concepções do serviço social,não só no Brasil mas também na Europa e EUA, uma grande mudança na profissão que vem dos anos 1970.
A crise capitalista da década de 1970, está também conjugada uma crise do Serviço Social. No Brasil nos anos 1960, viveu-se uma reação ao imperialismonorte-americano, nas lutas pelas reformas de base, inclusive pela reforma universitária. O movimento chamado reconceituação no âmbito acadênico do Serviço Social, assim jcomo em conjunturas democráticas como a do Chile de 1970 a 1973, contando-se com a articulação do CELATS (Centro Latino Americano de Trabajo Social) na América Latina.
A perspectiva de luta de classes para análise da emergência doServiço Social foii elaborada pelo Movimento de Reconceituação do Serviço Social Latino- Americano.
No Brasil a experiência de uma fomação crítica foi, não só teorizada, mas experimentada em 1972-75 na PUC de Belo Horizonte ( SANTOS, pág 26). Em 1979 a concepção marxista emerge na reforma curricular aprovada pela Associação Brasileira de Ensino de Serviço Social (ABESS). O movimento docente superior...
tracking img