Politica fiscal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3297 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SANTOS
2012
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 4
1. POLÍTICAS ECONÔMICAS 5
2. POLÍTICA FISCAL 5
2.1.Impostos 6
2.2.Carga tributária 8
2.2.1.A carga tributária no Brasil 9
2.2.2.Comparação de dias trabalhados para pagamento de impostos. 11
2.3.Brasil: um país de impostos indiretos 12
2.4.Impostômetro 16
CONCLUSÃO 18
BIBLIOGRAFIA 19

INTRODUÇÃO

A Política Fiscal é uma dasprincipais políticas econômicas. Desde a Grande Depressão de 1929, surgiu a noção de aprimoramento das ferramentas macroeconômicas e a política fiscal passou a ser usada como um mecanismo anticíclico.
Ademais, discorremos sobre a estrutura tributária no Brasil e sua ineficiência. Mostrando também quanto de imposto está embutido no preço de diversos produtos.
À luz dessas informações, este trabalhotem como objetivo a conceituação de política fiscal, base, estrutura e carga tributária, assim como a comparação do Brasil em relação a outros países no que diz respeito ao pagamento de tributos, mostrando porque nosso país é o considerado o “País dos Impostos”.

1. POLÍTICAS ECONÔMICAS

Uma política econômica consiste no conjunto de ações governamentais que são planejadas para atingirdeterminadas finalidades relacionadas com a situação econômica do país, impedindo ou reduzindo os efeitos de eventos adversos na macroeconomia.
Uma das principais políticas econômicas é a política fiscal, sobre a qual trataremos a seguir.
2. POLÍTICA FISCAL

A política fiscal procura estabilizar a economia através do controle da tributação e do gasto governamental (transferências governamentais,como o pagamento de bolsa família e seguro-desemprego, e compras governamentais de bens e serviços, como o pagamento do salário de professores da rede pública e a compra de materiais para a construção de uma rodovia). Os tributos se dividem basicamente em três tipos: os impostos, as taxas e as contribuições.
Uma política fiscal pode ser expansionista ou restritiva:
* Uma política que aumentaa demanda agregada é denominada política fiscal expansionista. Ela é usada, por exemplo, para reduzir a severidade de recessões em uma economia e normalmente toma uma das três formas: aumento nas compras governamentais de bens e serviços, como o lançamento de um programa intenso de construção; corte de impostos, como a redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) praticada recentementepelo governo brasileiro; aumento de transferências governamentais.

* Uma política que reduz a demanda agregada é denominada política fiscal restritiva. Ela é usada, por exemplo, para conter expansões excessivamente rápidas de uma economia, que resultam em aumento da inflação. Ela é normalmente implementada reduzindo compras governamentais de bens e serviços, reduzindo transferênciasgovernamentais ou aumentando impostos.

3.1. Impostos

Cada imposto consiste em duas partes denominadas base e estrutura:
* A base tributária é a medida ou o valor que determina quanto imposto o contribuinte paga. Normalmente é uma medida monetária como renda ou valor da propriedade. Vejamos alguns impostos cobrados no Brasil e suas respectivas bases tributárias:
IPI (Impostosobre Produtos Industrializados) – imposto federal que incide sobre a importação e produção de produtos industrializados;
IRPF (Imposto de Renda de Pessoa Física) – imposto federal que incide sobre os rendimentos do indivíduo (salários e investimentos);
IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) – imposto municipal que incide sobre a propriedade e depende do seu valor.
* A estruturatributária especifica como o imposto depende da base. Geralmente é expressa como porcentagem. Por exemplo, donos de imóveis em determinada região de uma cidade pagam um imposto de 1% sobre o valor do imóvel.
Uma vez definida a base tributária o próximo passo é decidir como o imposto depende da base. A estrutura tributária mais simples é um imposto proporcional (ou imposto horizontal), o qual tem a mesma...
tracking img