Politica externa brasileira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2944 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

O objetivo do trabalho é avaliar a Política Externa Brasileira do Governo Lula, nesse caso, acompanha-se os movimentos do governo brasileiro no âmbito das negociações comerciais internacionais, ou seja, buscar discutir o processo de tomada de decisão à luz dos constrangimentos e possibilidades colocadas às autoridades brasileiras nas diferentes mesas de negociação. De maneirageral, o Governo Lula tem sinalizado, nas negociações comerciais, uma continuidade com os eixos centrais da política econômica externa do Brasil herdada dos governos pós-abertura comercial no início dos anos 90. Nesse aspecto, destaca-se a tradicional prioridade conferida às negociações multilaterais, e uma aposta inequívoca no sentido estratégico do Mercosul (e da integração regional na Américado Sul), a despeito do aumento da fragilidade do bloco. Ao mesmo tempo, percebe-se uma sensível mudança na hierarquia das agendas de negociação hemisférica e inter-blocos. Ao contrário do Governo FHC, há uma manifestação de preferência explícita pela integração Mercosul-UE em detrimento da Alca. Todavia, enevoa-se o debate sobre ela em decorrência da falta de uma definição acerca não de seusfundamentos específicos ou da equipe escolhida, mas do projeto governamental a que ela se integra. Não é possível estabelecer um projeto burocrático progressista quando o centro do poder é deliberadamente conservador, não por opção temporária, mas sim estratégica. Em outras palavras, a despeito da incisiva retórica presidencial sobre a expansão (considerada positiva) da presença política do país perantea comunidade internacional, não há marcos significativos na gestão, se observadas as premissas estipuladas no antigo programa partidário.. Em relação à estrutura administrativa da política externa do Brasil, o governo situa-a em dois órgãos: o Ministério das Relações Exteriores, sendo o principal, e a Assessoria Especial da Presidência da República. Outra conformidade à ordem vigente é a busca deum assento permanente no Conselho de Segurança - meta almejada de diferentes modos há décadas na política externa.

GESTÃO ADMINISTRATIVA DA POLÍTICA EXTERNA BRASILEIRA E SUAS CORRELAÇÕES.

O BRASIL E AS RELAÇÕES INTERNACIONAIS

No âmbito das relações internacionais, baseia-se na reconstrução do Mercosul e a integração sul-americana, um espaço para a liderança brasileira. Mas, além daênfase sul-americana, a solidariedade anunciada com a África também é importante, pois associa princípios éticos e interesse nacional.
A intenção de aprofundar as relações (e estabelecer uma "parceria estratégica") com potências emergentes como China, Índia, Rússia e África do Sul, entre outras, ao lado do estabelecimento de uma associação entre o Mercosul e a União Européia e davalorização das organizações internacionais (especialmente a ONU), ao lado das vantagens econômicas que propicia, sinalizam a intenção de contribuir para o estabelecimento de um sistema internacional multipolar. O princípio de democratização das relações internacionais foi invocado explicitamente.
Todas essas iniciativas apontam para a tentativa de criar um equilíbrio em relação ao que permanecesendo, em função da globalização, a principal dimensão de inserção internacional: as relações com as grandes potências (especialmente os EUA) e com o capital estrangeiro. Sem fugir a essa realidade, inicia-se a construção de um espaço maior de barganha e de uma alternativa global, com o Brasil dando uma contribuição proporcional ao seu peso internacional, ultrapassando o discurso acadêmico e vazio quecaracterizou a diplomacia da era FHC.
Portanto, a diplomacia política, por sua vez, representa a reafirmação dos interesses nacionais e de um verdadeiro protagonismo nas relações internacionais.

AS RELAÇÕES BRASIL/CHINA

Considera que a China é um fenômeno inexorável nos horizontes econômico e político do País e declara que, ao contrário do pensamento inicial, algumas empresas...
tracking img