Politica educacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (809 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO DAS PRINCIPAIS IDEIAS APRESENTADAS NOS CAPÍTULOS 1; 2 e 5.

INTRODUÇÃO

O trabalho é destacar a importância que cada criança tem, de ser considerada cidadã, de ter direitos, no qual essecaminho está sendo seguido para que a educação aconteça e os modelos de ensino que se almeja no período pré-escolar.
Igualmente destacando o quanto é importante o ensino fundamental, onde aspolíticas educacionais precisam estar direcionadas e oportunizadas para uma educação de qualidade, sendo que os alunos sejam estimulados frequentemente para continuar na busca do conhecimento.

Capítulo1: As políticas públicas recentes para a infância no Brasil

A política educacional busca garantir o direito à educação de todos indiscriminadamente. Por se tratar de um benefício proposto para apopulação, a educação, deve ser oferecida com qualidade, desde a educação infantil. Benefício este que está assegurado à toda criança, lembrando que é de reponsabilidade da família o acesso,garantindo assim maior preparo para atuação no ensino fundamental.
O ensino centrado no paradigma inatista e baseia-se na crença de que as capacidades básicas do ser humano, como sua personalidade,potenciais, valores, comportamentos, formas de pensar e de conhecer são inatas, ou seja, o indivíduo já nasce com o conhecimento necessário para o seu desenvolvimento. Então, este paradigma não considera opapel da escola como agente que contribui para que a capacidade do sujeito se desenvolva. (CORREA, 2011)

Para melhor encaminhamento dos profissionais no trabalho de docência com crianças de zero aseis anos, o Referencial Curricular é um documento que visa o melhor planejamento e direcionamento para atender esta etapa da educação.
Nesse contexto as políticas educacionais devem auxiliar nagarantia de formação de pessoas que efetivem a cidadania na busca de seus direitos, além de favorecer a inclusão social e sua autonomia.

Capítulo 2: O ensino fundamental no Brasil: considerações...
tracking img