Politica do idoso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1800 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SERVIÇO SOCIAL

DANIELA GOMES RODRIGUES















POLÍTICA DO IDOSO














Pirapora
2011


DANIELA GOMES RODRIGUES

















POLÍTICA DO IDOSO







Trabalho apresentado ao Curso (Serviço social) da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para as disciplinas: Direito elegislação social,Trabalho Profissional I, Políticas Sociais II, Planejamento Social

Professores: Edna Braun,Jossan Batistuti,Rodrigo Eduardo Zomban e Sirlei Fortes de Jesus








Pirapora
2011





Sumário
1.1-Introdução __________________________________3
1.2- Produção textual¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬_____________________________4
1.3-Conclusão___________________________________6
2- Dados da pesquisa¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬_____________________________7
2.1-Bibliografia___________________________________________10






















INTRODUÇÃO

O objetivo do trabalho é analisar e discutir os direitos humanos das pessoas idosas , identificar desafios e avanços da população idosa. Analisando também,os resultados obtidos napesquisa.
A cidadania do idoso pode ser considerada um dos maiores avanços obtidos pela sociedade. Atualmente são muitos os mecanismos e meios de proteção da pessoa idosa, especialmente depois da aprovação do Estatuto do Idoso, que buscou criar um sistema amplo de proteção às pessoas, inclusive com medidas preventivas. A identificação no campo legislativo brasileiro acerca dosdireitos do idoso é o objetivo do presente artigo, o envelhecimento é um dos maiores desafios,em todo o mundo e, a dignidade da pessoa idosa de força obrigatória que vincula os órgãos públicos, influência determinante na promulgação de leis como o Estatuto do Idoso, e a Constituição Federal de 1988, que deu ínicio a essa caminha que tem por desígnio essencial efetivar e proteger direitos fundamentais.Esse desafio é ampliado pelo contexto do envelhecimento populacional contemporâneo. O envelhecimento populacional é uma realidade em nosso meio por outro lado, se verifica uma proporção crescente na relação entre o número de pessoas com 60 anos. País como o nosso, com um vasto contingente de pobres de todas as idades, com uma política de saúde confusa, com benefícios previdenciários ínfimos, comuma assistência social praticamente inativo e com um forte preconceito contra os idosos, não é difícil presumir as dificuldades que estes idoso tem.










PRODUÇÃO TEXTUAL

Políticas de inclusão, para pessoas idosas, tornam-se cada vez mais urgente em todo o mundo, frente ao acelerado processo de envelhecimento da população. Esse fenômeno alterasignificativamente o perfil das políticas sociais, exigindo por leis, serviços, benefícios, programas e projetos voltados para a promoção e garantia dos direitos da pessoa idosa. Sendo assim, torna-se fundamental a divulgação de informações sobre os direitos do idoso, contribuindo para o enfrentamento da exclusão social e de todas as formas de violência. As ações sociais têmcomo papel social prestar a sua contribuição, apoiando iniciativas que visem melhorar a qualidade de vida da população que envelhece.
A Constituição Federal de 1988 não se limitou apenas a apresentar disposições nas quais pudessem ser incluídos os idosos. Mas, ao se observar o Artigo 229 que, estabelece aos filhos maiores o dever de ajudar e amparar os pais na velhice, carência,enfermidade, bem como o artigo 230 que estipula que a família, a sociedade e o Estado têm o dever de amparar as pessoas idosas. Assegurando sua participação na comunidade, defendendo sua dignidade e o bem-estar garantindo-lhes o direito à vida, surpreende o enorme avanço na área de proteção aos direitos dos idosos, dado pelo constituinte de 1988 ao contemplar os idosos, garantindo assim a sua...
tracking img