Polímeros

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA
CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNÓLOGICAS
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA
MEC 111 – CIÊNCIA E TECNOLOGIA DOS MATERIAIS

POLÍMEROS

Pedro Perez

Viçosa, 04 de outubro de 2010.

POLÍMEROS

1. INTRODUÇÃO

Polímeros são macromoléculas inorgânicas ou orgânicas, naturais ou sintéticas, de alto peso molecular, constituídas por unidades menores chamadasde monômeros. Os polímeros podem ser agrupados segundo várias classificações. Existem diferentes tipos de materiais poliméricos, os quais têm inúmeras propriedades atribuindo-lhes diversas aplicações nos mais variados ramos do nosso cotidiano.
Polímeros naturais têm sido usados há séculos e inclui madeira, goma-laca, borracha, algodão, lã, couro, asfalto, entre outros. Outros polímeros naturaistais como as proteínas, enzimas, amidos e celulose, são importantes em processos biológicos e fisiológicos nas plantas e nos animais. Porém, são os polímeros sintéticos que estão cada vez mais presentes na vida das pessoas.
Muitos plásticos, borrachas e fibras utilizadas atualmente são materiais sintéticos constituídos de macromoléculas e pertencentes a essa grande família, conhecida porpolímeros. Essas macromoléculas são cadeias formadas pela repetição de pequenas e simples unidades básicas, meros, ligadas covalentemente. O termo mero vem do grego e significa parte, unidade de repetição, e poli significa muitas. Daí a origem do termo polímero. [1, 2, 3, 10, 11, 12]
Geralmente o monômero, que é a matéria prima de cada polímero, é obtido a partir do petróleo ou do gás natural, pois essa éa forma mais barata, mas é também possível obter monômeros a partir da madeira, do álcool, do carvão e até do CO2, pois o carbono, o átomo principal que constitui os materiais poliméricos, está presente em todas essas matérias primas. [3, 10]
O presente trabalho trata de um levantamento bibliográfico sobre polímeros, tendo como objetivo principal o melhor aprendizado deste tema pelos estudantesda disciplina.

2. REVISÃO bibliográfica

2.1. HISTÓRICO

O primeiro contato do homem com materiais resinosos e graxas extraídas ou refinadas se deu na antigüidade, com os egípcios e os romanos, que os usaram para carimbar, colar documentos e vedar vasilhames. No século XVI, espanhóis e portugueses tiveram o primeiro contato com o produto extraído da seringueira. Esse extrato, produto dacoagulação e secagem do látex, apresentava características de alta elasticidade e flexibilidade desconhecidas até então que recebeu o nome de borracha pela sua capacidade de apagar marcas de lápis. Sua utilização foi bastante restrita até a descoberta da vulcanização por Charles Goodyear, em 1839 que confere à borracha as características de elasticidade, não-pegajosidade e durabilidade. Em 1846,Christian Schónbien, químico alemão, tratou o algodão com ácido nítrico, dando origem à nitrocelulose, primeiro polímero semi-sintético. Em 1862, o inglês Alexander Parker dominou completamente essa técnica, patenteando a nitrocelulose (ainda é comum a cera Parquetina, nome derivado de Parker). Em 1897, Krishe e Spittller, na Alemanha, conseguiram um produto endurecido por meio da reação deformaldeído e caseína, uma proteína constituinte do leite desnatado. [3, 14]
No início do século XX, ficou provado que alguns materiais, produzidos pela Química incipiente do final do século e que até então eram considerados como colóides, consistiam na verdade de moléculas gigantescas, que podiam resultar do encadeamento de 10.000 ou mais átomos de carbono. Quando suas estruturas químicas nãoapresentavam unidades estruturais regularmente repetidas, essas moléculas foram chamadas macromoléculas. Os memoráveis trabalhos de Staudinger, considerado pai dos polímeros, apoiados pelas investigações de outros pesquisadores, como Mark e Marvel, comprovaram que a natureza dessas macromoléculas era semelhante à das moléculas pequenas, já conhecidas, e possibilitaram o desenvolvimento dos materiais...
tracking img