Poesia marginal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 64 (15905 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 Introdução

Dificilmente encontramos em uma sala de aula professores que exploram os aspectos linguísticos, a temática e o peso das palavras que constituem os versos marginais. Esse fato conduz ao questionamento sobre quais fatores determinam a manutenção dessa realidade; sendo assim, acreditando ser injusto o esquecimento da poesia marginal no cotidiano escolar, partimos para uma análise doselementos que envolvem essa problemática.
Assim, no segundo capítulo, buscamos refletir sobre as definições de literatura, poesia e contracultura, que devem possibilitar o fechamento de um conceito de ambos e a abertura da possibilidade de uma compreensão maior sobre a poesia marginal. Afinal, a partir do entendimento de como funciona a arte literária, a representação da essência poética, e deque forma movimentos como a contracultura retratam, influenciam e modificam a sociedade; é possível dimensionar, no terceiro capítulo, com mais precisão o que foi – e ainda é – a poesia marginal.
Considerando também, assim como Fiorin (2004, p.52), que a “linguagem é como um molde, que ordena o caos, que é a realidade em si”, a citação dos acontecimentos históricos, políticos, sociais e culturaisdo surgimento da poesia marginal, são fundamentais para justificar o conteúdo e a forma de escrita desses poetas, que também foram analisadas no terceiro capítulo.
Desta forma, uma prática escolar que desconsidera todo o contexto que envolve uma produção literária, e a linguagem como representação do indivíduo, dos valores e ideologias de uma determinada época, acaba reproduzida em atividadeslinguísticas artificiais. (GERALDI, 1984).
Diante de tais afirmações, pressupomos que independente do assunto trabalhado, o professor deve buscar maneiras, através da mediação do conteúdo e juntamente com os alunos, de superar a ingenuidade do olhar para a sociedade, percebendo o mundo a sua volta e tornando-se crítico diante dele. (MIZUKAMI, 1986). Sendo assim, acreditamos que o uso da poesiamarginal em sala de aula, obtendo bons resultados, depende de uma mediação eficaz do professor, permitindo a evolução dos alunos no aspecto linguístico e como indivíduos inseridos socialmente de uma forma geral. Essas últimas abordagens sobre a prática pedagógica e a mediação do professor estão destacadas e analisadas no quarto capítulo. Por último, trazemos as considerações finais.

2 A LiteraturaDificilmente podemos chegar a uma definição sobre qualquer tema amplo e complexo em diferentes áreas de conhecimento, inclusive na área da linguagem. Porém, à luz de Moisés (2003), podemos alcançar êxito ao analisarmos as características fundamentais de um assunto específico e determinarmos um conceito. Este, entretanto, deverá ter a comprovação através de análises de elementos coerentes,longe de suposições pessoais, ou seja, deve ser universalmente aceito.
A literatura é um desses temas amplos e complexos que envolvem inúmeros fatores e aspectos relevantes, por muitas vezes gerador de dúvidas sobre o que podemos considerar sendo ou não literatura.
Assim, ao refletir sobre a concepção de literatura, podemos apoiar-nos na história, pois, entre a Antiguidade Clássica e o séculoXVIII, o conceito predominante de literatura foi o de Aristóteles. Nesse período, já era possível notar a problemática em chegar a um conceito, sem que este seja refutado ou distorcido, pois o pensamento Aristotélico foi vulgarmente entendido como uma imitação (“mimese”) da realidade.
Entretanto, um dos estudiosos do assunto, Alfonso Reyes (apud MOISÉS, 2003, p.25), nos deixa pistas sobre o quepodemos considerar como literatura, ao definir o termo “mimese” como a “expressão por meio da arte, do tipo que o artista tem na alma. É uma imitação de uma presença subjetiva”.
Tal pensamento direciona para a reflexão de que qualquer ideia, forma, sentido, que o artista concebe em sua mente, ao ser materializado em um texto, carrega consigo a visão subjetiva do mesmo sobre essa determinada...
tracking img