Poema

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (574 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Realizado por:
Catarina Tamegão LaranjeiroNº 6, 10º F



Escola Secundária Artística António Arroio
Página de Rosto
Nome da escola: Escola Secundária Artística António ArroioTítulo doTrabalho:
Num Mar de Poesia
Disciplina: Língua PortuguesaAutor: Catarina Tamegão Laranjeiro Nº 6Turma: 10º FProfessor: Elisabete MiguelData máxima de entrega: 15 de MarçoAno lectivo: 2007/2008
2Escola Secundária Artística António Arroio
Índice
TítuloPáginasIntrodução3Entrando no mar da poesia...4
-
Navio errante
4
-
Busque Amor novas artes, novo engenho
5
-
Amor é um fogo que ardesem se ver
5
-
Soneto do Cativo
6
-
Soneto 96
6
-
Cupido do Amor
7
-
Saudades
7
-
Não te amo como se fosses rosa de sal, topázio
8
-
Biografia de Pablo Neruda
8
-
Aquela nuncavista formosura
9
-
Canção
9
-
O Teu Retrato
10
-
O Amor
10
-
Poema
11
-
O Búzio
11
-
Primeiro Beijo
12
-
Não Há Estrelas No Céu
13Conclusão14Bibliografia15
3



EscolaSecundária Artística António Arroio
Introdução
“ Toda a gente sabe que um poema é um composto de relâmpagos delinguagem que nos permite quebrar o vidro fosco do tempo e descrever ascores e avibração das almas. Há quem prefira definir o poeta como aquele quecondensa num mínimo de palavras a corrente contínua da experiência, aindefinição da personalidade humana e o choque frontal entre ascircunstânciasexternas e a temperatura íntima.”Inês Pedrosa,
Poemas de Amor – Antologia de Poesia Portuguesa (2000)
Este trabalho foi realizado a pedido da professora de Português, com oobjectivo de recolhervários poemas que fossem do nosso agrado.Ao longo deste trabalho iremos encontrar uma selecção de poemas,onde em grande parte a temática é o Amor.Os poemas pertencem a vários autores, de diferentesépocas, queretratam o amor de formas variadas, como sendo algo belo, algo que provocasofrimento; e muitas vezes estes possuem um destinatário.
4


Escola Secundária Artística António Arroio...
tracking img