Poema dual

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (285 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Análise do poema “Querer amar”, de Marcus Duque
QUERER AMAR

Amar, querer, querer amar...
Querer te amar é quase te amar.
É viver na candura
Dos teus beijos, viverVersando a ventura
Encantada do teu ser.

Querer te amar
É querer te ter pura,
Te ter casta,
Te ter vasta,
Te ternura...

É dizer tudo sem nada dizer
(flutuar num quererdesumano)
Sonhar com a lua a nascer,
Como brisa a nascer no oceano...

Querer te amar
É viver na volúpia de um querer insano,
Querer profano,
Casi lejano,
Pois dizer quete quero
É não dizer que te amo!

Querer te amar,
Finalizando,
É passar a vida inteira te querendo;
E descobrir apavorado
Que passei a vida inteira apaixonado,
Tebeijando e te abraçando:
A vida inteira te amando!...

Esse poema apresenta uma dualidade que se conjugam num mesmo sentimento. O sentimento amoroso é apresentado com dúvidasdurante uma vida, embora para o sentimento essa dúvida não exista. A personalização implícita do sentimento amoroso é o mote para uma análise psicológica da confluência de dúvidas doautor.
"descobrir apavorado", nada mais é do que o sentimento amoroso se revelar na consciência da pessoa enamorada de forma inesperada, "apavorada", desnuda.
Várias análisespodem ser feitas a parti de de fragmentos desse poema; "Casi lejano", por exemplo, é um recurso estilístico que, ao utilizar a Língua Espanhola, defronta um quase distante coma impossibilidade de representação espacial, e sim com um desapego emocional dentro de um olhar perdido, depressivo, lejano.
O uso do gerúndio, por sua vez, demonstraexatamente o que se quer dele: um acontecimento infinito, incontável, “Te beijando e te abraçando”..., quantas vezes isso aconteceu? Quantas vezes durante uma vida inteira de amor?
tracking img