Poema da amiga

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (427 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Poema da amiga

A tarde se deitava nos meus olhos
E a fuga da hora me entregava abril, 
Um sabor familiar de até-logo criava 
Um ar, e, não sei porque, te percebi.
Voltei-me em flor. Mas eraapenas tua lembrança.
Estavas longe doce amiga e só vi no perfil da cidade
O arcanjo forte do arranha-céu cor de rosa,
Mexendo asas azuis dentro da tarde.
Quando eu morrer quero ficar,
Não contemaos meus amigos,
Sepultado em minha cidade,
Saudade.
Meus pés enterrem na rua Aurora, 
No Paissandu deixem meu sexo, 
Na Lopes Chaves a cabeça 
Esqueçam.
No Pátio do Colégio afundem 
O meucoração paulistano: 
Um coração vivo e um defunto 
Bem juntos.
Escondam no Correio o ouvido 
Direito, o esquerdo nos Telégrafos, 
Quero saber da vida alheia 
Sereia.
O nariz guardem nos rosais,
Alíngua no alto do Ipiranga
Para cantar a liberdade.
Saudade...
Os olhos lá no Jaraguá
Assistirão ao que há de vir, 
O joelho na Universidade,
Saudade...
As mãos atirem por aí, 
Que desvivam comoviveram, 
As tripas atirem pro Diabo, 
Que o espírito será de Deus.
Adeus.
(Mário de Andrade)

RESENHA

Este poema retrata o fim que é inerente ao ser humano. O autor usa várias figuras delinguagem para externar sua preocupação com o que será feito de seu corpo após a morte.
No entanto, percebe-se que sua preocupação não é com a parte física, mas sim abstrata de seu corpo, uma vez queas partes citadas no poema representam algumas emoções ou mesmo alguns hábitos do poeta.
Por exemplo, ele pede pra deixarem seu coração no pátio do Colégio. Isso quer dizer que ele sente um apreçomuito especial por tal lugar. O seu ouvido deve ser colocado no correio ou nos telégrafos, pois quer saber da vida alheia. Isso mostra que ele tem o hábito de ouvir fofocas, aliás, quem não tem?
Seunariz deve ficar nos rosais, pois ele quer que o cheiro das flores continue sendo sentido, mesmo após sua ida para o além. A língua no alto do Ipiranga, para cantar a liberdade. Aqui ele mostra o...
tracking img