Poder, politica e partido

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 29 (7157 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RESENHA DO LIVRO PODER, POLITICA E PARTIDO DE GRAMSCI



Trabalho realizado no 5° período do curso Bacharelado em Direito na disciplina Direito Penal III do departamento de Ciências Jurídicas.

GOIÂNIA
Novembro de 2012
SUMÁRIO









INTRODUÇÃO
O presente trabalho visa fazer uma resenha critica a respeito do livro PODER, POLITICA E PARTIDO DE ANTONIO GRAMSCI, o qualdiscorre a respeito de idéias do autor em busca de uma sociedade politicamente organizada.















PODER, POLITICA E PARTIDO

O livro começa abordando o fato da existência de governados e governantes, fato primordial para existência da ciência da política. A partir disso é preciso ver como dirigir do modo mais eficaz. O autor aborda o ‘’cadornismo’’, isto é, a convicção de queuma coisa será feita só porque um dirigente acha justo e racional que seja feita, se nada acontece joga-se a culpa em quem deveria ter feito.
Uma vez estabelecido a existência de governantes e governados o autor aponta a existência dos partidos políticos, modo pelo qual elabora a capacidade de dirigir. O espírito estatal, ou seja, o desejo de continuidade, a luta por uma causa, tem que estar vivono partido.
Para que um partido exista é necessária a convergência de três elementos fundamentais: um elemento difuso de homens comuns; o elemento principal de coesão que centraliza no plano nacional, que torna eficiente um conjunto de forças; um elemento médio que articule o primeiro com o segundo, que os coloque em contato não só físico mas moral e intelectual.
Logo em seguida o autor passa adiscorrer sobre os industriais e proprietários de terras onde estes não possui um partido político em especifico mas se beneficiam de todos. Porem o autor defende que cada classe tem seu partido em especifico.
O autor refere-se também ao economicismo que consiste no movimento teórico pela livre iniciativa, o sindicalismo teórico. A ligação entre as ideologias da livre iniciativa e o sindicalismoteórico é especialmente evidente na Italia, onde a administração de sindicalistas é notável. O significado dessas duas tendências é diverso: a primeira é própria de um grupo social dominante e dirigente; a segunda de um grupo ainda subalterno,que ainda na adquiriu consciência de sua força, de suas possibilidade e modos de desenvolvimento, e por isso não consegue sair da fase do primitivismo.
Jáo liberalismo que vem de uma classe dominante, tem o intuito de modificar a maneira como o Estado interfere na economia, isso não quer disser que o Estado não mais interfira na sociedade. O economicismo se apresente sob muitas formas alem do liberalismo e do sindicalismo teórico. Fazem parte dele todas as formas de abstencionismo eleitoral. Nem sempre o economicismo é contrario a ação política eaos partidos políticos, que são considerados meros organismos educativos de tipo sindical.
O autor refere-se também ao materialismo histórico onde o homem é movido pelo interesse econômico em busca de prestigio, onde manda quem tem posse. O autor acredita que acreditar que uma determinada concepção do mundo e da vida tenha, em si própria uma capacidade de previsão superior é um grande erro. Poremacredita na importância da previsão, onde o grau de importância aumenta na cabeça daquele que crê na mesma, pois um previsão é algo hipotético. O autor critica o fato de não interessar no ‘’dever ser’’ e somente no ‘’ser’’.

O estudo de como é necessário estabelecer os diversos graus de relações entre forças, pode servir para uma exposição elementar da ciência e da arte política, entendida comoum conjunto de preceitos práticos de pesquisa e observação particularmente úteis para despertar o interesse pela realidade efetiva.
As relações internacionais seguem as relações fundamentais, cada inovação modifica as relações por meio de suas expressões técnico - militares. As relações internacionais reagem passiva e ativamente às relações políticas. Quanto mais a vida econômica de uma nação...
tracking img