Pneumonia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1589 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
| UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL |

Mulher Consciente na Luta contra o câncer de mama.

ACADÊMICO (a): Márcia Andreazza e Aline Mello

PROFESSOR ORIENTADOR: Luzia Milão

Canoas, 2011

1. IDENTIFICAÇÃO
1.1- PROJETO: Mulher Consciente na luta contra o câncer de mama
1.2- ORGANIZAÇÃO EXECUTORA: ULBRA – Universidade Luterana do Brasil
1.3- PROPONENTE: MárciaAndreazza e Aline Mello
1.4- PRPFESSOR ORIENTADOR: Luzia Milão

REVISÃO BIBLIOGRAFICA:
O câncer de mama é, provavelmente, o tipo de câncer mais temido pelas mulheres, sobretuto pelo impacto psicológico que provoca, uma vez que envolve negativamente a percepção da sexualidade e a própria imagem pessoal, mais do que s observa m qualquer outro tipo de câncer.
A maioria dos esforçosrelacionados ao controle dessa doença está dirigida ás ações de detecção precoce, isto é, a descoberta de tumores mamários. Portanto, é muito importante para o diagnóstico da doença o exame de auto cuidado, consultas periódicas e mamografias anuais.
Os índices de mortalidade por câncer de mama tem aumentado nos países do terceiro mundo, devido principalmente ao diagnóstico retardo. O Brasil vemacompanhando os países desenvolvidos nas elevadas taxas de mortalidade, contudo, o mesmo não ocorre no que se refere à utilização de medidas necessárias à prevenção, ao diagnóstico precoce e ao controle dessa doença.

2. JUSTIFICATICA:
O câncer de mama é apontado como o tipo de câncer mais prevalente no mundo. No Brasil, as taxas de mortalidade por câncer de mama continuam elevadas, observando-sediferenças inter-regionais. Foi realizado um estudo na Região Sul, com dados anuais do Departamento de Informação e Informática do SUS (DATASUS), para avaliar a mortalidade por câncer de mama, padronizado por idade. O Rio Grande do Sul parte de um patamar mais elevado e apresenta maior taxa média de mortalidade (14,45), seguido por Paraná (9,95) e Santa Catarina (8,93). Observou-se um aumento anualde 0,47 óbito na taxa de mortalidade por câncer de mama, independente do Estado. Conclui-se que há uma tendência similar de aumento da mortalidade por câncer de mama nos três Estados da Região Sul, com índices significativamente maiores no Rio Grande do Sul, enfatizando-se a importância da identificação dos fatores relacionados a esse quadro alarmante e o estabelecimento de medidas efetivas afim de reverter esses números.
O número de casos novos de câncer de mama esperados para o Brasil em 2009 é de 49.400, com um risco estimado de 51 casos a cada 100 mil mulheres. Na região Sudeste, o câncer de mama é o mais incidente entre as mulheres com um risco estimado de 68 casos novos por 100 mil. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, este tipo de câncer também é o mais freqüente nasmulheres das regiões Sul (67/ 100.000), Centro-Oeste (38/ 100.000) e Nordeste (28/ 100.000). Na região Norte é o segundo tumor mais incidente (16/ 100.000).
O Câncer de mama é um grande problema de saúde pública:
* A cada 36 minutos morre uma mulher no Brasil pelo diagnóstico.
* As taxas de mortalidade aumentaram em 80% nos últimos 20 anos.
* No diagnóstico, metade das pacientes jáchega com a doença avançada.
* É o câncer que mais mata mulheres no país, sendo a principal causa de mortalidade em mulheres no período fértil.
* A cada ano, segundo estimativas do INCA-Instituto Nacional do Câncer 1 cerca de 50.000 casos são/serão diagnosticados.
* Segundo o DATASUS2, são cerca de 11.000 mortes por ano no Brasil.
As causas mais apontadas para os altos índices demortalidade são:
* Diagnostico tardio da doença – as mulheres chegam ao sistema de saúde com o câncer em estágio avançado.
* Demora na consulta com especialista da área (mastologista3) – os encaminhamentos da rede pública para o especialista estão com demasiada demora, dificultando atendimento mais específico.
* Demoras nos exames – desde a confirmação do diagnóstico até o inicio do...
tracking img