Platelmintos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3802 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho de ciências

professor: Geferson
Data: 06/12/12
Aluno: Pedro afonso

Temas: zoologia e botânica

Poríferos:
* Introdução:
Os poríferos, também conhecidos como espongiários ou simplesmente esponjas, surgiram provavelmente há cerca de 1 bilhão de anos. Supõe-se que eles sejam originados de seres unicelulares e heterótrofos que seagrupam em colônias.
* Características marcantes :
Os poríferos não formam tecidos verdadeiros, não apresentando, portanto, órgãos e sistemas. Suas células são relativamente independentes. Assemelhan-se a protozoários coloniais e flagelados (proterospongia), por possuirem células flageladas para a nutrição. Nesta seção, são citados os principais tipos celulares, embora cada um delesseja abordado em histologia.
* Estrutura:

(estrutura dos poríferos)
1. As esponjas apresentam dimensões variáveis (de um grão de arroz ao tamanho de uma banheira), algumas exibem simetria radial, mas a grande maioria ostenta um padrão irregular, podendo ser: formato de uma massa irregular indistinta, ereto, incrustantes ou ramificados.

* Funcionamento e reprodução:

A maioriados poríferos são hermafroditas. Os gametas são originados em células denominadas gonócitos, que derivam dos amebócitos (uma célula pertencente ao filo em questão). Os gametas masculinos (espermatozóides) saem da esponja através do ósculo (abertura principal do espongiocele), para em seguida, penetrar em outra esponja através dos poros, carregada pela corrente de água.

Cnidários:
*Introdução:
O filo Cnidária (cnidários) está representado pelas hidras, medusas ou água-vivas, corais e anêmonas-do-mar. Introdução:

* Características marcantes:
Os cnidários são os primeiros animais a apresentarem uma cavidade digestiva no corpo, fato que gerou o nome celenterado, destacando a importância evolutiva dessa estrutura, que foi mantida nos demais animais. A presença de umacavidade digestiva permitiu aos animais ingerirem porções maiores de alimento, pois nela o alimento pode ser digerido e reduzido a pedaços menores, antes de ser absorvido pelas células.

Estrutura:
(imagem de estrutura dos cnidários)
Esses animais são considerados dibásticos, apresentando dois folhetos germinativos (ectoderma e endoderma), durante o desenvolvimento germinativo, que orientam aformação da estrutura de revestimento corporal em duas camadas: a epiderme e a gastroderme.

* Funcionamento e reprodução:

A reprodução assexuada: A reprodução assexuada em hidras pardas ou verdes é, em geral, feita por brotamento. rostos laterais, em várias fases de crescimento, são comumente vistos ligados à hidra-mãe e dela logo se destacam.
Esse processo de multiplicação, em que nãoocorre variabilidade genética, é propício nos ambientes estáveis e em épocas favoráveis do ano, em que as hidras estão bem alimentadas.

A reprodução sexuada: A hidra é hermafrodita. Alguns testículos e apenas um ovário são formados, principalmente em épocas desfavoráveis do ano, a partir de células indiferenciadas existentes no corpo.
O único óvulo produzido é retirado do ovário. Osespermatozóides são liberados na água e vão a procura do óvulo. A fecundação ocorre no corpo da hidra. O zigoto formado é circundado por uma espessa camada quitinosa (de consistência semelhante ao esqueleto de quitina dos insetos) e, após certo tempo de desenvolvimento, o embrião, envolto pela casca protetora, destaca-se do corpo da hidra e permanece dentro da casca durante toda a época desfavorável.Com a chegada da estação favorável, rompe-se a casca e emerge uma pequena hidra que cresce até atingir a fase adulta. Não há larva. O desenvolvimento é direto.


Obs:
Os cnidários possuem células com estruturas microscópicas que funcionam como um pequeno arpão, chamadas cnidas, que carregam em seu interior toxinas ou venenos. "Quando entramos em contato com o animal, essas estruturas...
tracking img