Platao

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (414 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Platão, um filósofo considerado um dos principais pensadores gregos, pois influenciou a filosofia a partir de suas ideias baseadas na diferença do mundo entre as coisas sensíveis, como por exemplo,as ideias, e as coisas visíveis, como tudo o que é material.
Nascido em Atenas, por volta de 427 A.C, e falecido em 347 A.C, pertencente há uma família de aristocratas, recebeu o nome de Aristocles,mas utilizava o nome de Platão, pois representava “homem de ombros largos”.
O filosofo grego Platão, após estabelecer contato com Sócrates, tornou-se um grande seguidor da filosofia socrática. Em 387a.C fundou a Academia. Uma escola de filosofia, com o proposito de recuperar e desenvolver as ideias e os pensamentos socráticos logo após foi convidado pelo Rei Dionísio, para passar um tempo emSiracusa e passar as ideias filosóficas para corte.
Retornou para Atenas, e passou a administrar e comandar a Academia. Ele se dedicou ao estudo e várias áreas do conhecimento, como, ciência,matemática, retórica e filosofia.
Platão se destaca pelas obras:
Ao voltar para Atenas, passa a administrar e comandar a Academia, destinando mais energia no estudo e na pesquisa em diversas áreas doconhecimento: ciências, matemática, retórica (arte de falar em público), além da filosofia. Suas obras mais importantes e conhecidas são: Apologia de Sócrates, em que valoriza os pensamentos do mestre; OBanquete, fala sobre o amor de uma forma dialética; e A República, em que analisa a política grega, a ética, o funcionamento das cidades, a cidadania e questões sobre a imortalidade da alma.

Doutrinada Reminiscência
A palavra “reminiscência” significa uma lembrança.
A “Doutrina da Reminiscência” é consagrada pela filosofia platônica, uma das coisas mais extraordinárias. Pois para ela, o nossoconhecer é recordar, e uma bela ocasião para isso é o encontro com as coisas deste mundo. Esse encontro desperta na alma recordações das ideias, como por exemplo, ao recordar-se de uma vista triste,...