Platão e aristoteles

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9027 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A DIMENSÃO POLÍTICA SEGUNDO PLATÃO E A CRÍTICA DE ARISTÓTELES
Clara Maria Brum de Oliveira e Wellington Trotta* 1. Introdução O propósito deste trabalho é passar em revista algumas lições de Platão quanto ao sentido de justiça e como esse pensamento é organizado politicamente, e em que medida Aristóteles se contrapõe a ele na elaboração do seu sistema político-jurídico. Inicialmente uma perguntapode ser feita: qual a importância de se visitar esses autores tão distantes do nosso tempo, e, além do mais, longe de nossas formas de pensar. Tomo, para dar curso a reflexão, as palavras de Ítalo Calvino: “os clássicos são aqueles livros que chegam até nós trazendo consigo as marcas das leituras que precederam a nossa e, atrás de si, os traços que deixaram na cultura ou nas culturas queatravessaram.”
1

O primeiro ponto a ser destacado é o fato de nossa cultura ser em última análise herdeira das construções gregas, ou para alguns representarmos o futuro daquilo que costumamos assinalar como grecidade. Seja como futuro ou passado cultural, o que importa é que somos filiados ao imaginário político pensado, discutido e belicamente defendido pelos gregos, ou melhor, nossa matriz teóricapassa pelo pensamento grego, que segundo Jean-Pierre Vernant, tem sua origem no embate político (1992). Então por que, em uma conceituada revista de ciência política como

www.achegas.net, toma-se espaço de outros escritos, talvez mais marcadamente atuais? Talvez porque necessitamos nos aconselhar com os mais velhos; talvez pela necessidade de ouvirmos a experiência daqueles que nos antecederamna experiência citadina; talvez, quem sabe, nosso referencial teórico esteja por demais quantificado matematicamente, pensando política a partir de jogos lógicos como xadrez ou coisa análoga. Bem, este é um desafio.

1

ENTRELIVROS, Entreclássicos, SP: Ediouro, nº 1, julho – 2006: 5.

29

E como desafio começamos na primeira parte do texto analisando o pensamento de Platão, levando emconta o seu sentido de justiça como elemento capaz de organizar a cidade para se corrigir as imperfeições fruto das particularidades, tendo por base uma educação voltada ao conhecimento verdadeiro. A segunda parte, dedicada a Aristóteles, objetiva passar em revista a contribuição desse pensador para o debate de como situar o indivíduo em uma ordem coletiva, contrapondo ao pensamento de Platão,assinalando em que medida o estagirita foi ou não mais realista que o fundador da Academia. Por último uma pequena conclusão considerando os dois modelos originais, levando em consideração a singularidade de pensar política dentro do ideário da Ciência Política sem abrir mão da reflexão filosófica.

2. Platão (428 – 347 a.C.)

Platão nasceu em 427 a.C e faleceu na mesma cidade, Atenas, em 347 a.C.Filho de uma família da aristocracia ateniense dedicada à política, foi discípulo de Crátilo (séc. V a.C.) que por sua vez foi seguidor de Heráclito de Éfeso (séc. VI a.C.) e, posteriormente, tornou-se discípulo de Sócrates (470-399 a.C). Fundou sua Academia em 387 a.C., nos arredores de Atenas, em cujo pórtico figurava o lema: “Não passe destes portões quem não tiver estudado geometria”. Aacademia de Platão durou cerca de um milênio, até o momento em que Justiniano a dissolveu em 529 d.C. Segundo o historiador espanhol, Truyol y Serra: “Sócrates ultrapassou o relativismo e o individualismo dos sofistas, ao afirmar a existência de uma ordem moral objetiva de validade absoluta, não deixou, apesar de tudo, um sistema, que desenvolvesse os seus postulados. Por sua vez, as escolas socráticaslimitaram-se a destacar unilateralmente aspectos, ocasionalmente antinômicos do seu ensino. A tarefa de desdobrar em vasta síntese o que em Sócrates era apenas gérmen, viria a caber a Platão”.
2

2

História da Filosofia do Direito e do Estado. Lisboa: Novas Profissões, 1985: 119.

30

É partindo dessa premissa que se pode assinalar o pensamento de Platão como a primeira formulação...
tracking img