Plantas medicinais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 47 (11724 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

EtecCAP – Escola Técnica Estadual Conselheiro Antônio Prado

















Plantas

Medicinais







EtecCAP – Escola Técnica Estadual Conselheiro Antônio Prado



Livro resultante do projeto de “plantas medicinais” da disciplina Projetos Técnico-Científico (PTC). Tendo como professores orientadores: Marcos e Mariângela.



Responsáveis peloprojeto:

Jéssica Madeira

Joyce Sauerbronn

Karoline Rilly

Lívia Castro de Almeida

3º B – 2009



















Agradecimentos

“Trabalhar no projeto de “plantas medicinais” foi um aprendizado para nós. Aprendemos, por meio do projeto que, a utilização das plantas como ferramenta no tratamento de doenças e necessário e de grande valia em um país como o Brasil, uma vezque aqui se tem grande diversidade de flora. Queremos agradecer pela oportunidade de desenvolver este projeto, agradecer também pela dedicação dos professores em nos orientar conforme o melhor a ser feito e a exigir resultados. É com grande satisfação que deixamos, agora, este material para a escola e desejamos que seja utilizado da melhor forma. Este é o maior resultado do nosso projeto, ecumpre um objetivo maior que visa informar a escola sobre o uso das plantas medicinais.”

Jéssica, Joyce, Karoline e Lívia. 3ºB 2009


Conteúdo
ALECRIM 4
ALFAZEMA 6
AMOR – PERFEITO 11
Anis 14
ARNICA 17
BABOSA 20
BOLDO 23
CAMOMILA 25
Cânfora 27
ERVA-CIDREIRA 30
Guaco 33
MANJERICÃO 36
Melissa 39
Novalgina 41
Poejo 43
SÁLVIA 45
URUCUM 48ALECRIM

[pic]

NOME CIENTÍFICO: Rosmarinus officinalis L.

DESCRIÇÃO DA PLANTA: O alecrim é um arbusto lenhoso perene e aromático, sendo que suas folhas são como agulhas de aspecto cinzento escamoso. As folhas se assemelham a agulhas e tem uma fragrância pungente característica. As flores (muito raras nas plantas da nossa região) aparecem no inverno e primavera, com coloração nostons azul pálido de aproximadamente três cm, e organiza-se em grupos de 2 ou 3. A planta do Alecrim, como a maioria das hortelãs, tem caule semi-tubular. Há várias espécies pelo mundo que incluem Rain dourado; que é menor e tem extremidades amarelas nas folhas jovens; Prostratus; que está baixo-crescendo e está esparramando, Roseus; que tem flores rosa; e pequeno Santa Barbara que tem flores azuis.ORIGEM: O Alecrim é originário da Região Mediterrânea, Ásia, África Norte sendo que se adaptou muito bem em terrenos arenosas ou rochosas, em um clima caracterizado por verões mornos e invernos moderados, secos e até mesmo em terras ácida.

COMPOSIÇÃO: Óleo essencial – Borneol; pineno, canfeno, cânfora, cienol, acetato de bornila; diperteno – rosmaricina; tanino, saponina; ácidos orgânicos;pigmentos; flavonóides.

PROPRIEDADES: Estimulante digestivo, anti-espasmódica, estomacal, vasodilatora, anti-séptica.

FUNÇÕES TERAPÊUTICAS: Estimulante digestivo, anti-espasmódica, estomacal, vasodilatora, anti-séptica.

PARTES USADAS: Folhas e flores.

CURIOSIDADES MÍSTICAS: Considerada a erva da recordação, amizade e amor, o alecrim foi utilizada como uma erva medicinal e aromática hámilhares de anos. Em estudos sobre a Grécia Antiga, descobri-se que seus habitantes utilizavam sobre a cabeça para melhorar a memória. No Antigo Continente, tem-se por crença colocar galhos de alecrim debaixo de travesseiros para afugentar maus espíritos, além de ser utilizado em cerimônias pelas noivas para promover amor e utilizada em funerais para assegurar recordação. É dito que se um arbustode alecrim cresce vigorosamente no jardim, a mulher é a cabeça da casa.

USO GERAL: Utilizada com fins culinários, medicinais, religiosos, a sua essência também é utilizada em perfumaria, como por exemplo, na produção da água-de-colônia, pois contém tanino, óleo essencial, pineno, cânfora e outros princípios ativos que lhe conferem propriedades excitantes, tônicas e estimulantes.

A sua flor...
tracking img