Planos de negocios

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2111 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]



BRUN

LISIANE

PROFESSORA



SEMIOLOGIA


























SÃO JOSÉ, 21 DE MAIO DE 2012.
SUMÁRIO


INTRODUÇÃO ________________________

DESENVOLVIMENTO ________________________

CONCLUSÃO________________________

REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS ________________________

Articulação Temporomandibular (ATM)

A ATM é uma articulação sinovial, permite amplos movimentos da mandíbula em torno de um osso fixo denominado temporal.
É uma articulação bilateral, interligada com a mandíbula e interdependente, exercendo movimentos próprios para cada lado, porém simultâneos, sendo assim éconsiderado uma articulação única. A também uma relação de interdependências da ATM com a oclusão dos dentes de ambos os arcos tornado peculiar e funcionamento complexa.
Entre outras distingue das demais articulações do corpo que são:
O revestimento de fibrocartilagem e não de cartilagem hialina; A cabeça da mandíbula crescer na superfície, sem cartilagem epifisária; As faces articulares são bemdestinas:
Disco articular é posto entre as faces articulares; Movimento de rotação e de translação associados; Impulsos proprioceptivos são gerados em nível dos dentes e estruturas bucais.
As partes ósseas da ATM são conhecidas pelos clínicos como côndilo (cabeça da mandíbula) e eminência articular e fossa mandibular do temporal. Diferente das outras articulações sinovias exceto áesternoclavicular, as fáceis articulares temporal em condilar são cobertas por cartilagem fibrosa e não hialina. Estas camadas fibrosas possuem espessuras variáveis, sendo local que cobrem são espessas na vertente anterior da cabeça da mandíbula e na vertente posterior da eminência articular. Funcionalmente, estas áreas são de extremas importâncias pois estes locais de impacto desta articulação e a quantidademaior de fibrocartilagem resiste muito mais a este impacto. Ás demais áreas a pressão que é exercida fica aquém em magnitude a cartilagem fibrosa é muito delgada no fundo da fossa mandibular. Indica que a transferência de forças da mandibular ate o temporal é diminuta por tanto o côndilo não exerce força diretamente na fossa mandibular. Ás articulações sinovias pode ter um disco articular menisco ounenhum dos dois. A ATM tem um disco extenso, componente ativo, com faces articulares. Transforma uma articulação simples em composta. Com uma má formação ou sem ele a mesma não funciona bem. O disco articular é uma placa de fibrocartilagínea localizada sobre a cabeça da mandíbula semelhante ao um boné que corresponde a parte anterior do disco que limita a cabeça da mandíbula e é posta em contatocom a eminência articular. Acima, não se prende em qualquer uma área temporal, mais a cabeça da mandíbula inseri-se fortemente através de um tecido ligamentoso em dois pontos;
Pólo lateral e medial. Ou seja, A mandíbula pode girar a baixo do disco articular sem que este se movimente, mais nos movimentos de translação o disco obrigatoriamente acompanha o deslocamento da mandíbula. Um descompassoentre o disco e a mandíbula nestes movimentos pode provocar ruídos articulares. As faces articulares em fase de adaptação, o disco articular regulariza discrepância anatômica existente entre a mesma, absorve choque e faz com que a movimentação seja suave da ATM. A parte central do disco é delgada comparando com suas bordas posteriores e anteriores. Quanto maior a altura de a eminência articularmaior a espessura da borda superior. A periferia do disco é junto a cápsula articular fechando a articulação sem prejudicar seus movimentos. O disco se divide em cavidade particular em dois compartimentos, o supradiscal e o infradiscal.
Apesar de ser fibroso e não–hialino o disco articular não se regenera ou se remodela após sofre danos. Aborda anterior do disco, além de se juntar com a cápsula...
tracking img