Plano nacional de agroenergia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 140 (34899 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

_ 2011 2006
2ª edição revisada

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção e Agroenergia

2006–2011
2ª edição revisada

Embrapa Informação Tecnológica, Brasília, DF 2006

Exemplares desta publicação podem ser adquiridos na: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Produção eAgroenergia Esplanada dos Ministérios, Bloco D, 7º andar CEP 70043-900 Brasília, DF daa@agricultura.gov.br www.agricultura.gov.br

Embrapa Informação Tecnológica Coordenação Geral Fernando do Amaral Pereira Coordenação editorial Lillian Alvares Lucilene M. de Andrade Copy desk, revisão de texto e tratamento editorial Corina Barra Soares Normalização bibliográfica Simara Gonçalves CarvalhoCelina Tomaz de Carvalho Projeto gráfico, editoração eletrônica e capa Carlos Eduardo Felice Barbeiro 1ª 1ª 2ª 1ª edição impressão (2005): 1.000 exemplares edição impressão (2006): 1.000 exemplares

Elaboração do conteúdo Coordenadores Antônio Jorge de Oliveira (Embrapa/SGE) José Ramalho (Mapa/AGE) Equipe Técnica André Cau dos Santos (Embrapa/SGE) Ângelo Bressan Filho (Mapa/SPAE) Décio Luiz Gazzoni(Embrapa Soja) Elísio Contini (Mapa/AGE) Evandro Chartuni Mantovani (Embrapa/SGE) Frederique Rosa e Abreu (Mapa/SPAE) José Nilton de Souza Vieira (Mapa/SPAE) Luiz Jésus D’Ávila Magalhães (Embrapa/SGE) Colaboradores Airton Kunz (Embrapa Suínos e Aves) Alexandre Betinardi Strapasson (Mapa/SPAE) Cláudio Bellaver (Embrapa Suínos e Aves) Honorino Roque Rodigheri (Embrapa Florestas) Moacir José SalesMedrado (Embrapa Florestas) Paulo Armando Victoria de Oliveira (Embrapa Suínos e Aves) Sérgio Gaiad (Embrapa Florestas)

Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte, constitui violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610). Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) Embrapa Informação Tecnológica. Plano Nacional de Agroenergia2006-2011 / Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Secretaria de Produção e Agroenergia. 2. ed. rev. - Brasília, DF : Embrapa Informação Tecnológica, 2006. 110 p. Coordenadores: Antônio Jorge de Oliveira e José Ramalho. ISBN 85-7383-357-2 1. Agricultura. 2. Biocombustível. 3. Bioenergia. 4. Política ambiental. 5. Políticas públicas. I. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.Secretaria de Produção e Agroenergia. CDD 333.79

© Embrapa 2006

Apresentação
O Plano Nacional de Agroenergia, em sua segunda edição, reúne ações estratégicas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, pautadas na sua missão de “promover o desenvolvimento sustentável e a competitividade do agronegócio em benefício da sociedade brasileira”, e também as diretrizes gerais de governo,particularmente as constantes do documento Diretrizes de Política de Agroenergia. O Brasil assumiu a liderança mundial na geração e na implantação de uma moderna tecnologia de agricultura tropical e possui pujante agroindústria. Nela se destaca a cadeia produtiva do etanol, reconhecida como a mais eficiente do mundo, a qual é conduzida por classe empresarial dinâmica, acostumada a inovar e aassumir riscos. Uma série de vantagens qualificam o Brasil a liderar a agricultura de energia e o mercado da biocombustíveis em escala mundial, com a possibilidade de dedicar novas terras a essa atividade, sem, com isso, ampliar a área desmatada e sem reduzir a área utilizada na produção de alimentos, mantendo os impactos ambientais circunscritos aos socialmente aceitos. Além disso, sabe-se que, emmuitas áreas do País, é possível fazer múltiplos cultivos de sequeiro em um ano, capacidade essa que pode ser ampliada recorrendo-se à irrigação. A importância da agroenergia para a matriz brasileira de combustíveis exige uma definição de objetivos estratégicos nacionais de médio e longo prazos, que levem a um pacto entre a sociedade e o Estado, para que juntos promovam os seguintes benefícios: a...
tracking img