Plano de melhoria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9118 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DO ALGARVE
ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Curso de Valorização Técnica Orientada para a Administração Escolar
Unidade Curricular de Autoavaliação das Escolas

AUTO AVALIAÇÃO DE ESCOLAS

DOCENTE:
Teresa Vitorino

FORMANDOS:
Carlos Luís
Conceição Bernardes
Dalila Vaz

NOTA PRÉVIA
O Agrupamento de Escolas Dr.ª Laura Ayres foi constituído em Junho de 2010apresentando a seguinte composição: Escola Secundária com 3º Ciclo Dr.ª Laura Ayres,
Escola Básica 2, 3 de Quarteira, EB1/JI da Abelheira, EB1 de Quarteira, EB1 da Fonte Santa e
EB1/JI Quarteira n.º3.
Este trabalho fundamenta-se na análise do relatório de autoavaliação do agrupamento,
o qual resultou dos esforços conjugados da das diversas estruturas pedagógicas, de gestão,
administração edireção.
O Projeto ESCXEL – Rede de Escolas de Excelência - permitiu, com os relatórios
produzidos, a obtenção de dados e informações relevantes que, juntamente com a base de
dados oficial MISI, do Ministério da Educação, provaram ser determinantes para levar a cabo
esta tarefa.
Cremos ter concorrido para fomentar o estímulo certo para o aprofundamento de um
trabalho, que representa um passodeterminante para nós, profissionais de ensino, na busca de
alcançar melhores resultados escolares bem como confluir para o enriquecimento e

Página

2

aperfeiçoamento qualitativos de toda a comunidade educativa.

INTRODUÇÃO
A Lei n.º 31/2002, de 20 de Dezembro, aprovou o sistema de avaliação dos estabelecimentos
de educação pré-escolar e dos ensinos básicos e secundário, definindoorientações gerais para
a autoavaliação que assenta nos termos de análise seguintes:
a) Grau de concretização do projeto educativo e modo como se prepara e concretiza a
educação, o ensino e as aprendizagens dos alunos, tendo em conta as suas características
específicas;
b) Nível de execução de atividades proporcionadoras de climas e ambientes educativos
capazes de gerarem as condições afetivas eemocionais de vivência escolar propícia à
Interação, à integração social, às aprendizagens e ao desenvolvimento integral da
personalidade dos alunos;
c) Desempenho do órgão de administração e gestão da escola, abrangendo o funcionamento
das estruturas escolares de gestão e de orientação educativa, o funcionamento administrativo,
a gestão de recursos e a visão inerente à ação educativa,enquanto projeto e plano de atuação;
d) Sucesso escolar, avaliado através da capacidade de promoção da frequência escolar e dos
resultados do desenvolvimento das aprendizagens escolares dos alunos, em particular dos
resultados identificados através dos regimes em vigor de avaliação das aprendizagens;
e) Prática de uma cultura de colaboração entre os membros da comunidade educativa.
De acordo com oregulamento interno do ESLA, a autoavaliação da escola é realizada
por uma comissão de autoavaliação, que desenvolve o seu trabalho tendo em conta um
conjunto de indicadores que permitam um melhor conhecimento/melhoria do funcionamento e
organização da escola.
O projeto de autoavaliação do ESLA tem como objetivos:


Identificar os pontos fortes e os pontos fracos da escola nasáreas/domínios em
avaliação;



Promover a reflexão na comunidade educativa através da análise dos dados
obtidos;



Construir projetos de mudança sustentados, com a participação e o envolvimento da
Promover uma cultura de melhoria assente na prática da autoavaliação.

Página



3

comunidade educativa;

Da análise destes resultados, foi traçado o plano conceptual em que o trabalhoseria
realizado, tendo sido identificadas as opções a tomar e a metodologia a utilizar, com a
elaboração do correspondente relatório final, que funcionou para este grupo de trabalho como
um instrumento de diagnóstico e ponto de partida para o nosso objetivo: propor um plano de
melhoria.
Neste contexto, foi considerado prioritário focalizar a autoavaliação do agrupamento no
DESEMPENHO DOS...
tracking img