Plano de emergência contra incendio

PLANO DE EMERGÊNCIA CONTRA INCÊNDIO

Introdução
1. Objetivo
2. Referências normativas
3. Definições
4. Condições gerais.
5. Controle do plano de emergência contra incêndio
1 Objetivo
1.1 Estabelecer as condições mínimas para a elaboração de um Plano de Emergência Contra Incêndio, visando proteger a vida e o patrimônio, bem como reduzir as conseqüências sociais do sinistro e os danosao meio ambiente.
1.2 Aplicável para toda a empresa.
2 Referências normativas
As normas relacionadas a seguir contêm disposições que, ao serem citadas neste texto, constituem prescrições para melhor serem descritas. As edições indicadas estão em vigor no momento da publicação. Como toda norma está sujeita a revisão, recomendam-se aqueles que realizam acordos com base nesta que verifiquem aconveniência de se usarem as edições mais recentes das normas citadas a seguir.
•NBR 14.276/99 Programa de Brigada de Incêndio
•Portaria Ministerial (MTb) 3.214/78 - NR-23
3 Definições
Aplicam-se as seguintes definições:
3.1 emergência: Sinistro ou risco iminente que requeira ação imediata.
3.2 plano de emergência contra incêndio: Plano estabelecido em função dos riscos da empresa, paradefinir a melhor utilização dos recursos materiais e humanos em situação de emergência.
3.3 risco: Possibilidade de perda material ou humana.
3.4 risco iminente: risco com ameaça de ocorrer brevemente e que requer ação imediata.
3.5 sinistro: Ocorrência de prejuízo ou dano, causado por incêndio ou acidente, em algum bem.
3.6 profissional habilitado: Profissional com formação em Segurança doTrabalho, devidamente registrado nos órgãos e conselhos competentes.
4 Condições Gerais:
4.1 Recursos Materiais
A edificação deverá estar em acordo com as normas técnicas oficiais e a legislação vigente de cada estado.
4.2 Recursos Humanos
Os procedimentos de emergência contra incêndio foram executados por profissional da área de segurança do trabalho, por componente da brigada deincêndio, e por pessoal da área da manutenção, conforme definido no Plano de Emergência Contra Incêndio da edificação.
4.3 Procedimentos
Os procedimentos de emergência contra incêndio descritos de 4.3.1 a 4.3.16, estão relacionados numa seqüência lógica, de forma a serem executados por, no mínimo, uma pessoa.
4.3.1 Suspeita de sinistro
A qualquer suspeita de um princípio de incêndio, osbrigadistas, deverá deixar sua atividade e desligar o filtro (preparação) e procurar identificar o fogo, checando atentamente as máquinas, painéis, filtro e todo local suspeito, voltando à sua atividade normal somente após a constatação ou não do sinistro.
4.3.2 Alerta
Identificada uma situação de emergência, qualquer pessoa pode acionar o alarme de incêndio, os brigadistas devem ir ao ponto de encontroe a portaria deve colocar a placa no ponto de encontro da brigada com o local do sinistro. Todos os brigadistas devem se dirigir ao local do sinistro com um extintor independente do tipo
4.3.3 Análise da Situação
Após o alerta, deverá ser analisada a situação, desde o início até o final do sinistro, e desencadear os procedimentos necessários, que podem ser priorizados ou realizadossimultaneamente, de acordo com os recursos materiais e humanos, disponíveis no local.
4.3.4 Primeiros Socorros
Prestar primeiros socorros às possíveis vítimas, mantendo ou restabelecendo suas funções vitais com SBV (suporte básico da vida) e RCP (reanimação cardio-pulmonar), até que se obtenha o socorro especializado.
TURNO A TURNO B TURNO C TURNO U






4.3.5 Corte de EnergiaCortar, quando possível ou necessário, a energia elétrica dos equipamentos, do setor ou da fabrica toda.
Desligar a chave geral do equipamento
Desligar a chave geral (cabine primaria) na botoeira de emergência que se encontra do lado de fora da porta de entrada da cabine primaria;
TURNO A TURNO B TURNO C TURNO U






4.3.6 Abandono de Área:
Proceder ao abandono da...
tracking img