Plano de carreira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 26 (6360 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ecológica: suas relações com a economia dominante e a economia ambiental
Clóvis CavalCanti
Introdução
sentido deste

Concepções da economia

o

trabalho é oferecer algumas considerações para reflexão sobre as relações natureza-sociedade, com o propósito de aumentar o leque das teorias disponíveis para discussões socioambientais no Brasil e no mundo. nesse sentido, faz tanto uma rápida revisãoquanto uma avaliação crítica do posicionamento do pensamento econômico tradicional diante da dimensão ambiental do processo econômico (tarefa das segunda e terceira seções, respectivamente). o esforço de incorporar o meio ambiente ao modelo econômico como apêndice deste último é objeto da quarta seção, enquanto a quinta trata do condicionamento ambiental da atividade econômica, introduzindo aperspectiva da chamada economia ecológica, cuja abordagem transdisciplinar é objeto da sexta seção. a sétima seção explora algumas implicações da visão integradora da economia ecológica. o trabalho se encerra com uma apreciação de tendências no pensamento ecológico e econômico-ecológico. nomes importantes ligados aos temas tratados são oferecidos para ilustrar as diversas tendências, com ênfase para acontribuição de nicholas Georgescu-Roegen (1971).

Visão econômica da economia
o destacado economista austríaco, Prêmio nobel de economia de 1974, Frederick von Hayek, defendia na revista da London school of economics, Economica, no início dos anos 1940, que nem mercadorias nem dinheiro, nem mesmo alimentos podem ser definidos por suas qualidades físicas, e sim apenas em termos das opiniões que osagentes econômicos tenham a seu respeito (Martínez alier & schlüpmann, 1991, p.182). Longe de constituir uma perspectiva isolada, essa é a visão dominante entre os economistas convencionais. a economia-ciência tradicional, com efeito, não considera quaisquer conexões que possam existir entre o sistema ecológico e as atividades de produzir e consumir que representam o cerne de qualquer sistemaeconômico (economia-atividade). o modelo econômico típico não contempla a moldura ou restrições ambientais. Cuida de focalizar tão somente fluxos e variáveis do domínio econômico, conforme indica
estudos avançados
24 (68), 2010

53

a Figura 1, encontrada em qualquer livro de introdução à economia (ver, por exemplo, samuelson, 1967). no modelo (Figura 1), apresentam-se fluxos monetários que circulam,em laço fechado, entre famílias e empresas, fazendo girar apenas valor de troca. nada mais do que isso. dinheiro vai e vem entre produtores (empresas) e consumidores (famílias). a natureza, aí, é o que ficou conhecido como uma “externalidade”.

Figura 1 – a economia-atividade como sistema isolado (visão econômica da economia).

nesse enfoque (que denomino visão econômica da economia), o sistemaeconômico não encontra limites onde esbarrar. ele pode tudo. É autossuficiente. sua expansão não envolve custos de oportunidade. ou seja, não há trocas ou desgastes decorrentes de mais economia que precise destruir recursos, seja para extração, seja para despejo do lixo em que irremediavelmente termina o processo econômico. a economia ortodoxa trata impactos ambientais, se porventura deles se ocupa,como fenômenos externos ao sistema econômico, vistos como falhas de mercado. Para ela, as externalidades podem, com métodos adequados, ser internalizadas no sistema de preços: uma forma, supõe, de corrigir as falhas de mercado. em que realidade o esquema da Figura 1 pode se sustentar? vale aqui lembrar o que diz o matemático e filósofo alfred north Whitehead (1985, p.5), em seu livro a função darazão. são suas palavras: “as formas mais elevadas de vida estão ativamente empenhadas em modificar o seu meio ambiente. no caso da espécie humana esse ataque efetivo ao meio ambiente é o fato mais notável de sua existência”. tal ataque se desdobra em três etapas: (i) viver (garantir nossa sobrevivência – “obrigação” de todo organismo vivo); (ii) viver bem (dispor do
54

estudos avançados

24...
tracking img