Plano de aula

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1310 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PLANO DE AULA

COMENTÁRIO CRÍTICO

Trabalho apresentado como um dos requisitos de avaliação da disciplina Metodologia do Ensino de Literatura, ministrada pela Professora Doutora Vera Lúcia Martins Sarubbi, do curso de pós-graduação lato sensu em Estudos de Língua Portuguesa e de Literatura Brasileira, oferecido pelo Centro Universitário São José deItaperuna.


















Itaperuna/RJ
2012
Tema: Cantiga

Série: 1º ano Ensino Médio

Objetivo geral:

• Reconhecer elementos estruturais e as características das cantigas do trovadorismo primitivas fazendo comparação com composições atuais da música popular Brasileira.

Objetivos específicos:

• Desenvolver a capacidade de pesquisar, comparar, selecionarinformações, produzir conhecimentos e criticar de maneira produtiva;

• Incitar o conhecimento da história da Língua Portuguesa por meio das cantigas.




Metas

• Aumentar o nível de criticidade do aluno, referente a assuntos atuais e reais, por meio de letras de músicas modernas em comparação às cantigas.

• Desenvolver a percepção de comparação e interpretação de textos.• Desenvolver a capacidade de interação grupal e com o professor.

Metodologia

Aula expositiva dialógica

Este plano de aula poderá ser realizado em 2 aulas, ou o tempo que julgar necessário, dependendo da turma. As aulas serão divididas em cinco etapas:

1. Sensibilização: mobilizar o estudante a se interessar pelo tema proposto. Afinal, quando se trata de Trovadorismo, aspoesias são cansativas e difíceis de entender. Esta etapa poderia ser composta por apresentação de uma música popular brasileira atual e, em seguida, fazer um paralelo com a apresentação de vídeos ou slides com introdução à escola literária denominada Trovadorismo.

2. Após a apresentação do tema, seria necessária uma apresentação dos tipos de cantigas: escárnio, amigo, maldizer, amor. Nestemomento, é relevante acrescentar que as cantigas não eram escritas, e sim cantadas, por isso muitas se perderam no tempo. Os trovadores utilizavam instrumentos. Apresentar um vídeo com um exemplo de cantiga trovadoresca.

3. Reflexão: retomamos os conhecimentos prévios trabalhados durante a sensibilização, as descobertas e sentimentos que fluíram durante a vivência e os relacionamos com oconhecimento escolar já sistematizado. Este é o momento da fundamentação teórica, do confronto entre prática/vivências e teoria.
Realizadas as duas etapas, será preciso focalizar em uma cantiga. O ideal seria uma de maldizer, que favorece a discussão de vários assuntos em sala de aula.

Ai dona fea! Fostes-vos queixar
Porque vos nunca louv' en meu trobar
Mais ora quero fazerun cantar
En que vos loarei tôda via;
E vêdes como vos quero loar:
Dona fea, velha e sandia!
Ai, dona fea! Se Deus me perdon!
E pois haverdes tan gran coraçon
Que vos eu loe en esta razon,
Vos quero já loar tôda via;
E vêdes qual será a loaçon:
Dona fea, velha e sandia!
Dona fea, nunca vos eu loei

En meu trobar, peromuito trobei;

Mais ora já un bem cantar farei

En que vôs loarei tôda via;

E direi-vos como vos loarei:

Dona fea, velha e sandia!




Em um primeiro momento, o aluno terá muita dificuldade de entender algumas palavras, haja vista que são escritas em galego-português. É de fundamental importância que, antes de traduzir a poesia, o professor incentive oaluno em algumas palavras parecidas com a Língua Portuguesa. Em seguida, apresentar a tradução em slide:

Tradução:

Ai, dona feia, foste-vos queixar

que nunca vos louvo em meu cantar;

mas agora quero fazer um cantar

em que vos louvares de qualquer modo;

e vede como quero vos louvar

dona feia, velha e maluca!

Dona feia, que Deus me perdoe,

pois tendes tão grande desejo...
tracking img