Plano de aula - memorial de aires – gênero e aspectos narrativos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1078 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO
CAMPUS MATA NORTE
Gaby Carvalho Alves¹

PLANO DE AULA
• TEMA: Memorial de Aires – gênero e aspectos narrativos
1. Objetivos:
• Ler e Compreender o romance Memorial de Aires, de Machado de Assis;
• Identificar as relações intertextuais e intratextuais da obra;
• Analisar a estrutura (tempo, espaço, momento histórico da obra, personagens principais e foconarrativo) da obra;
• Identificar e definir o(s) gênero(s) da obra.

2. Conteúdo:
• Analise do livro Memorial de Aires:
2.1 – Enredo da obra Memorial de Aires, com apresentação das principais personagens;
2.2 – Identificação e análise dos gêneros Diário e Romance presentes na obra;
2.3 – Analise estrutural quanto ao tempo, espaço, momento histórico e foco narrativo presentes na obra;
2.4 –Relações de intertextualidade e de intratextualidade.

3. Público Alvo:
• Turma do 6º período de Licenciatura Plena em Letras Inglês/Português e suas Literaturas – Universidade de Pernambuco.

4. Tempo estimado:
• Aproximadamente uma hora.

5. Material Necessário.
• Computador;
• Slide com o conteúdo;
• Vídeo da Ópera Fidélio – L. V. Beethoven.
6. Metodologia
A partir da utilização deslides, introduzir a intratextualidade entre a obra analisada de Machado de Assis e outra obra do mesmo autor; Esaú e Jacó, além da possível intertextualidade com o texto em que se baseia a opera Fidélio, de L. V. Beethoven, na qual é relatada a história de Leonore, que disfarçada de Fidélio, salva seu marido Fleurian (sendo fiel a ele até o fim), e a personagem Fidélia, que, inicialmente, é fielao marido que está morto, e mantêm-se em luto até certo ponto no romance em Memorial de Aires. Com a utilização do vídeo da ópera retirado do youtube explicaremos essa possível relação, e abriremos espaço para discussão acerca das características machadianas: Há ironia entre o nome de Fidélia e a ópera, tendo em vista que na ópera a fidelidade se dá em vida e no livro se dá a um marido morto? E,ainda, com relação à mudança de posicionamento quanto à fidelidade, tendo em vista que Fidélia casa-se novamente?
• Paralelamente à explanação acerca da intra e intertextualidade, desenvolver o resumo da obra;
O conselheiro Aires acompanha com interesse humano (talvez amoroso) a jovem viúva Fidélia, praticamente adotada por um casal de velhos sem filhos, Dona Carmo e Aguiar; Estes tinhamexperimentado uma grande decepção quando um rapaz, afilhado do casal, a quem se afeiçoaram, como se fosse seu filho verdadeiro, Tristão, mudara-se para Lisboa com o fim de frequentar a escola de medicina. Tristão retorna e acaba casando-se com Fidélia. Em seguida, para tristeza dos velhos, o jovem casal viaja para Europa. O romance termina com o Conselheiro Aires acompanhando com discreta piedade asolidão do casal Aguiar e Carmo.
Após a explanação acerca das relações textuais, partiremos para a identificação do gênero da obra. É um romance-diário, o que em si constitui um paradoxo; tendo em vista que diários costumam ser escritos para que ninguém, além do próprio autor, os leia, ou ainda, no máximo, para seu círculo íntimo familiar, ou seja, para uma audiência privada, não pública. Fazer deum diário um romance foge dos padrões, como em Memórias Póstumas de Brás Cubas em que o autor é um defunto-autor – contexto impossível, já que um defunto não pode escrever. No romance-diário de Machado existe a quebra com relação à estrutura narrativa (o narrador é Narrador-Personagem Testemunha – Segundo FRIEDMAN (1955, p. 123), vive os acontecimentos por ele descritos como personagemsecundária. É um ponto de vista mais limitado – esse limite é dado pelo olhar subjetivo da primeira pessoa – uma vez que ele narra à periferia dos acontecimentos, sendo incapaz de conhecer o que se passa na mente dos outros personagens.), com relação à personagem principal que num diário “comum” a personagem principal seria o próprio autor apresenta-se em outras personagens, na qual o narrador baseia...
tracking img