Planetas no universo - exoplanetas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1366 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O telescópio espacial Hubble mediu com precisão a massa do mais velho planeta conhecido na nossa Via Láctea. Com idade estimada em 13 bilhões de anos, o planeta é duas vezes mais velho que a Terra (4,5 bilhões de anos). Ele se formou em torno de uma estrela parecida com o sol apenas 1 bilhão de anos depois do Big Bang.O idoso planeta teve uma história memorável, porque ele mora em uma improvávele acidentada vizinhança. Ele órbita um peculiar par de estrelas mortas no lotado núcleo de um aglomerado de mais de 100 mil estrelas. A nova descoberta do Hubble fecha uma década de especulações e debates sobre a identidade desse planeta antigo. Até a medição do Hubble, astrônomos desconfiavam da identidade do objeto: seria um planeta ou uma anã-marrom?
A análise dos dados do Hubble mostram que oobjeto tem 2,5 vezes a massa de Júpiter, confirmando se tratar de planeta. Sua existência oferece evidências indiscutíveis de que os primeiros planetas formaram-se rapidamente, em um período de 1 bilhão de anos após o Big Bang, levando os astrônomos a concluir que os planetas podem ser muito abundantes em nossa galáxia.

O telescópio Spitzer, da Nasa, encontrou provas da existência de umplaneta que pode ter menos de um milhão de anos e seria, assim, o mais jovem da galáxia.

O observatório espacial infra-vermelho estudou cinco estrelas na constelação Taurus, a cerca de 420 anos-luz de distância.

Todas tinham discos de poeira à sua volta, nos quais, acredita-se, novos planetas estão se formando.

O Spitzer viu uma clareira no disco em volta da estrela CoKu Tau 4 que pode tersido conseqüência da formação de um novo mundo.

O telescópio detectou quantidades significativas de material orgânico gelado pulverizado nessas "zonas de construção planetárias".

Esse material - partículas de poeira geladas, cobertas com água, metanol e dióxido de carbono - podem ajudar a explicar a origem de corpos gelados como cometas, segundo a Nasa.

Cientistasacreditam que esses cometas podem ter depositado na Terra água e muitos outros elementos químicos, que se tornaram base para o aparecimento da vida na Terra.

Telescope da NASA confirmaram a existência de um objeto cozido que poderia ser chamado de planeta "cometas". O planeta gigante gasoso, chamado HD 209458b, está orbitando muito perto da sua estrela que a sua atmosfera aquecida é escapar para oespaço.

Observações feitas com o Hubble Cosmic Origins Spectrograph (COS) sugerem poderosos ventos estelares estão varrendo o cast-off material atmosférica do planeta atrás de queimada e moldando -o em uma cauda de cometa.

"Desde 2003, os cientistas teorizaram que a perda de massa está sendo empurrado para trás em um rabo, e eles têm mesmo calculado o que parece", disse Jeffrey Linskyastrônomo da Universidade do Colorado em Boulder, líder do estudo COS. "Nós pensamos que temos a melhor evidência observacional para apoiar essa teoria. Medimos vinda do gás para fora do planeta em velocidades específicas, alguns chegando para a Terra. A interpretação mais provável é que nós medimos a velocidade do material em um rabo. "

O planeta, localizado a 153 anos-luz da Terra, pesa um poucomenos do que Júpiter, mas as órbitas de 100 vezes mais perto de sua estrela do que o gigante Júpiter. O assado zips planeta em torno de sua estrela em 3,5 dias a uma curta. Em contraste, o mais rápido planeta do nosso sistema solar, Mercúrio orbita o Sol em 88 dias. O planeta extra-solar é um dos mais intensamente investigados, porque é o primeiro dos poucos conhecidos mundos alienígenas que podemser vistos passando em frente, ou em trânsito, a sua estrela. Linsky e sua equipe usaram COS para analisar a atmosfera do planeta durante os eventos em trânsito. Durante o trânsito, os astrônomos o estudo da estrutura e composição química da atmosfera de um planeta por amostragem, a luz das estrelas que passa através dele. O mergulho na luz das estrelas por causa da passagem do planeta, excepto a...
tracking img