Planejamento estrategico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5192 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
2. Fundamentação teórica do Planejamento estratégico.


2.1 Planejamento estratégico.


Há muitas conceituações para planejamento estratégico. Segundo Kotler
(1992, p.63), “planejamento estratégico é definido como o processo gerencial
de desenvolver e manter uma adequação razoável entre os objetivos e
recursos da empresa e as mudanças e oportunidades de mercado”. O objetivodo planejamento estratégico é orientar e reorientar os negócios e produtos da
empresa de modo que gere lucros e crescimento satisfatórios.
E, conforme Djalma de Oliveira, o Planejamento Estratégico pode ser conceituado como um processo, considerando os aspectos abordados pelas dimensões anteriormente apresentadas, desenvolvido para o alcance de uma situação desejada de um modo maiseficiente, eficaz e efetivo, com a melhor concentração de esforços e recursos pela empresa”.
Já Drucker (1977) define Planejamento Estratégico como um processo
contínuo, sistemático, organizado e capaz de prever o futuro, de maneira a
tomar decisões que minimizem riscos.
Uma outra conceituação interessante apresenta o planejamento estratégico
“como um processo administrativo para seestabelecer a melhor direção a ser
seguida pela empresa, visando ao otimizado grau de fatores externos – não
controláveis – e atuando de forma inovadora e diferenciada” (Oliveira – 2007)


2.2 A função do planejamento estratégico no contexto geral das organizações.


O planejamento estratégico é um importante instrumento de gestão para
as organizações na atualidade. Constitui uma dasmais importantes funções
administrativas e é através dele que o gestor e sua equipe estabelecem os parâmetros que vão direcionar a organização da empresa, a condução da liderança, assim como o controle das atividades.
O objetivo do planejamento é fornecer aos gestores e suas equipes uma ferramenta que os municie de informações para a tomada de decisão, ajudando-os a atuar de forma proativa,antecipando-se às mudanças que ocorrem no mercado em que atuam. Michael Porter, importante autor no campo da estratégia, afirma que
uma empresa sem planejamento corre o risco de se transformar em uma
folha seca, que se move ao capricho dos ventos da concorrência.. De fato, o
administrador que não exerce a sua função enquanto planejador acaba por se
concentrar excessivamente nooperacional, atuando principalmente como um
bombeiro que vive apagando incêndios, mas que não consegue enxergar
onde está a causa desses incêndios. Como evitar esse tipo de armadilha? Como garantir um tempo e um espaço relevante para o planejamento dentro da
empresa, tendo em vista as inúmeras atribuições que já possui o gestor no seu
dia-a-dia? Como definir um processo de planejamento queseja realista diante
das intensas e profundas mudanças que ocorrem na atualidade, numa
velocidade tão grande?
As respostas para essas perguntas não são simples. Entretanto, podemos
afirmar que, embora o crescimento das organizações esteja repleto de acidentes
e eventos aleatórios, é inegável que as empresas que prosperam e conseguem
se perpetuar no mercado atualmente possuem algomais do que uma boa sorte.
O que determina grande parte do seu sucesso é a capacidade de se adaptar às
mudanças de seu ambiente, antecipando-se aos seus concorrentes.
Saber utilizar os instrumentos do planejamento de forma coerente, adaptando-os à realidade da empresa e às suas necessidades, pode ser então uma excelente arma competitiva. Para utilizá-la eficazmente, é importante que osgestores conheçam bem cada um dos elementos do planejamento e suas funções, assim como as mudanças que estão ocorrendo no contexto competitivo, as quais estão influenciando na própria prática do planejamento e lançando alguns desafios para a sua gestão nas empresas.




2.3 O diagnóstico estratégico.


O diagnóstico estratégico é o primeiro passo do processo de planejamento e é através...
tracking img