Planeamento familiar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3431 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Nesse trabalho irei falar sobre o planeamento familiar, começando por defini-lo falando um pouco da sua história. De igual modo falarei também das formas de planeamento familiar, seus objectivos, benefícios e de alguns métodos contraceptivos.

O planeamento familiar é um acto consciente: torna possível ao casal programar quantos filhos terá e quando os terá. Permite às pessoas e aoscasais a oportunidade de escolher entre ter ou não filhos de acordo com seus planos e expectativas.
Programar o crescimento (ou não) da família nos dias de hoje é fundamental. Não apenas porque economicamente a vida está mais difícil, mas também porque muitas vezes investir na carreira pode ser a prioridade do momento tanto para o homem como para a mulher.

História Sobre O Planeamento FamiliarFoi com Thomas Malthus, no séc. XVIII, e com uma preocupação demográfica, que se começou a falar da necessidade de controlo dos nascimentos. Preocupado com as reservas do mundo, Malthus denunciou no seu livro “Ensaio sobre o Princípio da População” (1798) que, se a população continuasse a aumentar como até então, os produtos não chegariam para alimentar o homem uma vez que, enquanto a populaçãocrescia em progressão geométrica, os recursos alimentares aumentavam apenas em progressão aritmética. Foi com este receio que Malthus apelou ao controlo dos nascimentos, não falando em contracepção, mas propondo o celibato e o casamento tardio. Trata-se de uma preocupação centrada numa perspectiva social e não individual (da saúde e do bem-estar).
Foi Francis Place quem, em 1822, considerou que aresposta aos problemas populacionais residia no uso de métodos de contracepção artificial.
Com o desenvolvimento da sociedade industrial, os braços que até então serviam para trabalhar os campos passaram a bocas a serem alimentadas e corpos que não produziam, por proibição do trabalho infantil (Inglaterra, 1880). O movimento neo-malthusiano estendeu-se pela Europa e EUA, tendo sido criadasorganizações para lutar por este ideal. Defendiam a diminuição da natalidade, devendo os filhos ser desejados em função dos recursos económicos, reduzindo desta forma a miséria das classes trabalhadoras.

A expressão «Planeamento Familiar» surgiu nos anos trinta, vindo substituir a que estava então em moda, «controlo da natalidade». Este termo é claro e pelo menos dois significados usuais podem serdistinguidos: um controlo «individual» dos nascimentos e um «nacional». Ao primeiro faz-se geralmente corresponder a ideia de profilaxia ou simplesmente a deliberada separação do sexo e da reprodução através da utilização de contraceptivos. O segundo pode ser expresso em termos de «espaçamento dos nascimentos» ou de uma preocupação relativa ao crescimento populacional nacional, e relacionada com esforços dedesenvolvimento. O conceito demográfico de «controlo da população» ou, mais correctamente, «controlo do crescimento populacional», é encarado pelos que o advogam como um pré-requisito nos esforços de combate ao subdesenvolvimento.
Uma ideia comum no debate relativo ao Planeamento Familiar é que quanto menor a família, maior quota da partilha caberá a cada um dos membros da família, mas esta não seaplica a todas as situações. O Planeamento Familiar será, portanto, implementado de acordo com as necessidades das pessoas primariamente envolvidas, ou seja, da família.

O Planeamento Familiar
O Planeamento Familiar foi definido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como sendo “uma certa maneira de pensar e de viver, aceite voluntariamente pelos indivíduos e pelos casais, com conhecimento dasatitudes e decisões tomadas, a fim de promover a saúde e o bem-estar do grupo familiar”.
Nesta definição fala-se em «aceitação voluntária», acentuando-se bem que o Planeamento Familiar nunca deve ser imposto, ficando ao critério do casal a sua aceitação ou rejeição. Este aspecto prende-se com a noção de «consentimento informado», que significa que um utente compreende o procedimento médico...
tracking img