Pipocas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2471 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Escola Superior Agrária


Engenharia Alimentar













“PIPOCA PARA MICROONDAS”






ÍNDICE


DESCRIÇAO DO PRODUTO 3
HISTÓRIA DA PIPOCA PARA MICROONDAS 3
QUALIDADE DA MATÉRIA-PRIMA 3
LEGISLAÇÃO 4
INGREDIENTES 5
GORDURA 5
SAL 6
AÇUCAR 6
AROMATIZANTES E CORANTES 6
EMBALAGEM 6
FABRICANTES 7
FLUXOGRAMA 8
(RECEPÇÃO/ PRÉ -LIMPEZA) 8
(PESAGEM EAMOSTRAGEM) 9
(SECAGEM) 9
(LIMPEZA E CLASSIFICAÇÃO) 10
(Preparação da mistura) 10
(Adição) 10
(Embalagem) 11
BIBLIOGRAFIA 12

















DESCRIÇAO DO PRODUTO
É o tradicional milho para pipoca, que é vendido em embalagem especial para preparo fácil e rápido em forno de microondas.

HISTÓRIA DA PIPOCA PARA MICROONDAS
Acredita-se que o uso primordial que ohomem fez do milho, quando este era ainda uma planta selvagem, foi de “estourá-lo”. Já foram encontrados, no Peru, antigos vasos que eram utilizados para fazer pipoca, por uma cultura pré-inca, no ano 300 a.C.
Os Europeus começaram a ter contacto com a pipoca no início da colonização da América, quando mais de 700 tipos de grãos de milho eram cultivados. Os exploradores começaram a comer apipoca que era feita pelos habitantes nativos. Os americanos começaram a incluir a pipoca em sua dieta servida com açúcar e leite no café da manhã, o que acabou originando os cereais matinais.
A pipoca de microondas representou um impulso para a ciência. Em 1945, descobriu-se que um grão de pipoca, colocado sob energia de microondas, estourava. Isso levou a que se experimentasse com outros alimentos,dando origem ao desenvolvimento do forno de microondas. Dentro do forno, as microondas aquecem a água contida no grão até a temperatura de estouro. Assim, se o equipamento distribui as ondas de forma homogénea, tem-se um produto de excelente qualidade.
Actualmente a pipoca de microondas é muito consumida devido à facilidade de preparo, além da grande qualidade que os fabricantes se vêm empenhandopara garantir aos consumidores. Nos anos 90, as vendas de pipocas de microondas nos Estados Unidos foram de 240 milhões de dólares.

QUALIDADE DA MATÉRIA-PRIMA

Para a concepção da pipoca, utiliza-se milho dos tipos everta ou rostrata, que apresentam grãos pequenos, duros e cristalinos. São considerados tipos extremos do milho duro (indurata). O grão é composto por uma camada rígida exterior(pericarpo), que envolve uma camada mais mole, que contém amido. Dentro desta camada encontra-se ainda uma pequena porção de água. Quando o grão é aquecido, a água expande-se, criando uma pressão interna que cresce até que, a uma temperatura de aproximadamente 177°C, a camada rígida rompe. Assim, o grão estoura e o amido origina a parte branca e macia da pipoca. Para que isto ocorra, é necessárioque se tenham grãos com 13,5 a 14% de humidade. De teores altos de amido, resultam pipocas maiores e de melhor textura. A qualidade da pipoca é medida pelo volume de expansão e pelo número de grãos não estourados. Os factores que afectam o volume de expansão são o tamanho do grão, a sua forma, o tipo de endosperma, humidade e possíveis danos estruturais. Este volume está relacionado com ascaracterísticas de textura, palatabilidade e aparência da pipoca. Os grãos não estourados são indesejáveis e considerados como um defeito da matéria-prima. Os danos estruturais no grão são resultado da colheita mecânica e do transporte até a unidade de processamento. Durante estas fases os grãos são expostos a tensões maiores do que o pericarpo pode suportar. Danos no  pericarpo reduzem drasticamente aexpansão do volume quando o grão é estourado.
Diversos fabricantes nacionais de pipoca para microondas utilizam milho importado, com o intuito de receber uma matéria-prima de maior qualidade, com o mínimo de grãos danificados. Por este motivo, a pipoca para microondas fornece um produto final muito superior à pipoca feita convencionalmente, com milho nacional. O diferencial é a qualidade da...
tracking img