Pim i

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4230 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE PAULISTA







[pic]










PIM I

Projeto Integrado Multidisciplinar





Álvaro Pantoja Araújo

MATRICULA: PA1210444



Orientadora:

Flavia Pimentel




Belém – Pará

2012



RESUMO


Pesquisei a empresa em questão foi verifiquei a sua história, seus objetivos, a questão da responsabilidade social. Os pontos positivose negativos da mesma, e o quanto ela tem se adaptado e seu desenvolvido no mercado.
Levantando informações e as relacionando com assuntos ministrados em sala de aula.
Assim é o Gentil Bittencourt, um colégio de tradição, acolhedor, aliado das novas tecnologias, que lhe leva a um mundo de intensas vivências, com a segurança que somente uma escola experiente como o Gentil pode oferecer.Nossos alunos são as estrelas mais importantes desse processo, sendo preparados não somente para uma vida acadêmica, mas para a formação de um ser humano completo, ético, cristão e incentivador do bem ao redor do mundo.

Ser GENTIL é estar preparado para os desafios do mundo, ser inovador, criativo e responsável consigo mesmo e com o outro, é respeitar a vida, é agir promovendo o bemgeral, tudo isso guiado pelas Filhas de Sant’Ana com os ideais cristãos indispensáveis a qualquer ser humano.



















|SUMÁRIO | |
|1 INTRODUÇÃO pág.04| |
|2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA pág.07 | |
|2.1 DESCRIÇÃO DA ORGANIZAÇÃO pág.07 | |
|2.2 ESTATÍSTICA pág.07| |
|2.3 COMUNICAÇÃO APLICADA pág.08 | |
|3 CONCLUSÃO pág.09 | |
|4 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS pág.10| |
| | |
| | |INTRODUÇÃO:

208 AN0S

SERVINDO, AMANDO E EDUCANDO

As atividades do Colégio Gentil Bittencourt tiveram início em 10 de junho de 1804, por iniciativa do 7º Bispo do Pará, dom Manuel de Almeida Carvalho. Em 2 de novembro de 1851, com a promulgação da Lei 205, o governo se responsabilizou pela manutenção do asilo com a denominação de “Colégio Nossa Senhora do Amparo”. Em 1865o presidente da província Dr. José Paes de Carvalho decretou a mudança da denominação Colégio Nossa Senhora do Amparo para Instituto “Gentil Bittencourt” em homenagem ao Dr. Gentil Augusto de Morais Bittencourt por serviços prestados à causa pública no cargo de vice-governador.

Mais de um século decorrido, ao iniciar o governo, o dr. Augusto Montenegro, vendo que as condições do prédiona rua Santo Antônio eram precárias, resolveu concluir o edifício, já começado, na estrada da Independência, desde 1895, pelo competente construtor dr. Felinto Santoro, arquiteto italiano.

Através da Lei nº 946, de 9 de outubro de 1906 o governador foi autorizado a dar nova organização ao Instituto.

A 21 de novembro de 1905, pelo decreto 1405, o governador aumentou o número...
tracking img