Pib 2012, 2011, 2010

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3692 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PIB 2012
PIB cresce 0,6% em relação ao 2º tri de 2012 e chega a R$ 1,10 trilhão

Em relação ao segundo trimestre de 2012, o PIB (Produto Interno Bruto) do terceiro trimestre cresceu 0,6% na série com ajuste sazonal. O maior destaque foi a agropecuária, que cresceu 2,5%, seguida da indústria (1,1%). Os serviços tiveram variação nula. Na comparação com o terceiro trimestre de 2011, o PIB cresceu0,9% e, dentre as atividades econômicas, destacaram-se o aumento da agropecuária (3,6%) e o dos serviços (1,4%). A indústria caiu 0,9%. No acumulado nos quatro trimestres terminados em setembro de 2012, o crescimento foi de 0,9% em relação aos quatro trimestres imediatamente anteriores, enquanto que no acumulado dos três primeiros trimestres de 2012, o PIB cresceu 0,7% em relação à igual períodode 2011. O PIB em valores correntes alcançou R$ 1.098,3 bilhões.
A publicação completa da pesquisa pode ser acessada na página 
http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/indicadores/pib/defaultcnt.shtm.
Em razão do projeto de implantação da nova série do Sistema de Contas Nacionais - referência 2010 (SCN - Referência 2010), para este 3º trimestre de 2012 não foi realizada a revisão queincorporaria os novos pesos das Contas Nacionais Anuais de 2010 – já que estas não foram elaboradas. A divulgação dos primeiros resultados da série SCN – Referência 2010 está prevista para o final de 2014 / início de 2015.
Nota disponibilizada no site do IBGE apresenta a motivação e os detalhes técnicos e operacionais relacionados ao projeto SCN – referência 2010.(http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/SCN_referencia_2010.shtm)

Em relação ao 2º tri de 2012, indústria cresce 1,1%
O PIB teve crescimento de 0,6% na comparação com o segundo trimestre do ano. O maior crescimento foi da agropecuária (2,5%). Na indústria houve aumento de 1,1%, enquanto os serviços registraram taxa de variação nula.
O crescimento da indústria foi puxado pela indústria de transformação, que se expandiu em1,5%, e pela construção civil (0,3%). As demais atividades caíram: extrativa mineral (-0,4%) e eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana (-0,5%).
Dentre os serviços, registraram crescimento os serviços de informação (0,5%), comércio (0,4%), atividades imobiliárias e aluguel (0,4%) e outros serviços (0,3%). Administração, saúde e educação pública (0,1%) e transporte, armazenagem e correio(-0,1%) ficaram estáveis. Intermediação financeira e seguros apresentou recuo de 1,3%.
Sob a ótica do gasto, a despesa de consumo das famílias cresceu 0,9%, enquanto que a despesa de consumo da administração pública permaneceu estável (0,1%). Já a formação bruta de capital fixo apresentou sua quinta taxa de variação negativa consecutiva nesta base de comparação: queda de 2,0%. No que se refere aosetor externo, as exportações de bens e serviços variaram positivamente em 0,2%, enquanto que as importações caíram 6,5%.
Na comparação com o 3º tri de 2011, serviços crescem 1,4%
Quando comparado a igual período do ano anterior, o PIB apresentou crescimento de 0,9% no terceiro trimestre de 2012. Sob a ótica da produção, a agropecuária cresceu 3,6% neste trimestre em relação a igual período de2011. Os destaques positivos foram o café e o milho com crescimento de produção (14,5% e 27,1%, respectivamente) e de produtividade.
A indústria, que já havia apresentado queda de 2,4% no trimestre anterior, recuou 0,9%. Isso se explica pelas quedas, em volume, do valor adicionado da extrativa mineral (-2,8%) e da indústria de transformação (-1,8%). No que se refere a esta última, o resultado foiinfluenciado, principalmente, pela redução da produção de máquinas e equipamentos; materiais eletrônicos e equipamentos de comunicações; veículos automotores; artigos do vestuário e calçados; metalurgia básica; e materiais elétricos. Nas demais atividades industriais houve crescimento: eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana (2,1%) e construção civil (1,2%).
O setor de serviços cresceu...
tracking img