PGRS

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (731 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de outubro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Você sabia que nem tudo é lixo?
Na antiguidade, a população era nômade, a pequena quantidade de “lixo” gerado era jogada ali
mesmo, com o surgimento das cidades, no século XIV o problema passou aficar sério, pois
contribuiu para a deterioração das condições sanitárias e disseminação de epidemias e doenças. O
“lixo” começou a ser depositado fora dos limites das cidades.
A revoluçãoindustrial, por volta de 1800, desencadeou outros problemas: o crescimento da
população, novos produtos com embalagens descartáveis e assim novos “lixos” e maior quantidade
para descarte. A Era do Consumismoe do desenvolvimento desenfreado. Assim tudo o que não
servia mais era jogado no lixo, seja em casa ou no trabalho, e nos rios. Literalmente tudo: garrafas
pet, latas, vidros, papelão, papel,embalagens diversas, aparas de matérias primas em geral, água
contaminada utilizada na produção de produtos diversos (efluentes), aparelhos eletrônicos, entre
outros.
Essa situação começou a ficarinsuportável, até que em meados de 1960 muito começou a se falar
em preservação do meio ambiente e desenvolvimento sustentável, hoje temos conceitos, termos,
leis e normas ambientais que devem sercumpridas.
“Lixo” é coisa imprestável que se joga fora,
segundo o Dicionário Aurélio. Todo o restante é
resíduo, que deve ser separado: reciclável e não
reciclável. Os resíduos recicláveis são coletadosnos bairros ou quando não há esse tipo de
coleta, devem entregues em diversos pontos da
cidade. Existe uma Resolução Conama (nº 275 de
2001) que estabelece um código de cores para os
coletoresda coleta seletiva, por isso você já deve
ter visto coletores coloridos espalhados pela
cidade. Todo cidadão é obrigado a fazer a separação de seu resíduo. As indústrias, fábricas,
comércios eempresas em geral também, além disso, é necessário descartar corretamente os
resíduos gerados na fabricação de seus produtos. Há empresas que tem resíduos considerados
perigosos, como óleo, graxas e...
tracking img