Petroleo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5424 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PETRÓLEO – Histórico.


– O petróleo é conhecido desde épocas remotas. Era utilizado para fins diversos.
– Era conhecido pelos nomes mais variados: betume, asfalto, alcatrão, lama, resina, azeite, nafta.
– No velho mundo, nos artesanatos da Babilônia, usava-se o petróleo para fabricação de esquifes, cisternas e esgotos. Os artistas empregavam na pintura, no reparo de estatuas, em cerâmicae na colocação de ladrilhos.
– Tochas eram acesas após o mergulho de feixes de palha em petróleo.
– Untavam-se corpos em betume antes de serem queimados em pilhas.
– Feiticeiros faziam augúrios inspirados em estranhas figuras que o óleo desenhava quando derramado na água.
– Salomão usou argamassa a base petróleo na construção do seu templo.
– Nabucodonosor pavimentou estradas combetume.
– Heródoto descreveu as qualidades impermeabilizantes do petróleo que foi usado nas construções babilônicas e mesmo nos Jardins Suspensos da Babilônia.
– Para os fenícios era indispensável na feitura de embarcações.
– No Egito foi usado para embalsamamento e como elemento de liga na construção de pirâmides. (a palavra múmia é derivada de uma antiga palavra sírio-árabe mummia identificadapelo termo egípcio mum que significa asfalto ou betume).
– Tanto no Egito quanto na Mesopotâmia o petróleo era usado em moradias como agente impermeabilizante, palácios, templos e túmulos, para que resistissem as freqüente inundações do Nilo.
– Alexandre Moret, egiptólogo francês relata que talvez a 5000 anos antes de Cristo os egípcios já usavam petróleo para embalsamamento, costume que surgiucom a morte de Osíris, um dos deuses do antigo Egito, protetor dos mortos. Conta-se que os deuses do bem, desafiando os do mal, protegeram-lhe o corpo da putrefação, macerando-o com betume.
– Entre os maias foram encontradas estatuas de madeiras protegidas com betume e revestidas com ouro branco.
– Devido à tão grande aplicação é natural que se formasse um verdadeiro comércio em torno doproduto. Assim, milênios antes de Cristo, o petróleo era transportado, vendido, procurado, enfim, tratado como útil e precioso produto comercial. No código de Hammurabi existem até referências de preço quanto à calefação de barcos com betume.
– A nafta, denominação dada naquela época, a uma das formas de ocorrência natural de petróleo, oferece a particularidade de ser mais inflamável que o betume.Dada a sua propriedade de volatilização, aumenta sensivelmente os riscos de combustão quando em contato com o ar livre. Ainda existe esse tipo de petróleo no Iraque. Em inglês é chamado óleo leve, não espesso, de odor penetrante e altamente inflamável. Usualmente é extraído do óleo bruto pelo processo de destilação, sendo uma das primeiras frações a serem separadas.
– Conta Plutarco queAlexandre, o Grande, estando nas proximidades de Kirkuk no Iraque ficou intrigado ao avistar uma goela crepitante cujo fogo emanava de forma inextinguível.... . Hoje Alexandre veria nesse lugar uma crescente produção petrolífera e um espetacular oleoduto que transporta anualmente milhões de metros cúbicos de óleo através dos desertos do Iraque, da Síria, da Palestina, até Trípoli no Mediterrâneo, ondegrandes petroleiros carregam e distribuem esse óleo em várias partes do mundo.
– Na Rússia, as fontes de gases combustíveis de Apscheron, no mar Cáspico são conhecidas há mais 2500 anos. Marco Pólo citava a exploração intensa nessa região até o ano 1300. Nessa zona nasceu o culto de Zoroastro e dos adoradores do fogo, a religião de Ahura-Mazoa, muito antes da era cristã.
– A Bíblia Sagrada, noAntigo Testamento faz diversas citações ao betume ou ao azeite. Quando Deus anuncia a Noé o dilúvio, recomenda-lhe: “Faze para ti uma arca de madeira de gofer, farás compartimentos na arca e a calafetarás por dentro e por fora com betume”. (Gênesis, 6:14). Com referência ao nascimento de Moisés, quando sua mãe impossibilitada de criá-lo, o põe numa cestinha as margens do rio, reza a Bíblia: “não...
tracking img