Peste bubonica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 42 (10429 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PESTE BUBÔNICA

Definição
É uma doença grave, aguda, contagiosa e infecciosa, causada por uma bactéria que é encontrada na pulga dos ratos, caracterizando-se por febre, adenomegalia dolorosa, septicemia e intensa toxemia. É uma doença que atualmente não tem registros nos centros de Vigilância Epidemiológica do país, mas se surgir qualquer caso deve ser comunicado imediatamente para que sepossa fazer quarentena e ser dado toda a prioridade para esse tipo de doença que se alastra muito rapidamente. 
A peste ainda  ocorre  onde existem  condições de vida para os ratos domésticos  e pulgas,  e a sua incidência independe do sexo, idade, raça ou  do clima da região. Devido as manifestações hemorrágicas e necróticas, a pele fica com um aspecto escurecido  nos casos graves e fataisoriginando a denominação de peste negra ou morte negra.
Transmissão
A doença é transmitida ao  homem pela picada da pulga de um rato contaminado. Pode ser transmitida ao homem pelos perdigotos de uma pessoa infectada. É uma doença extremamente contagiosa. As pessoas e o local onde foram contaminadas devem ficar em quarentena rigorosa.
Formas clínicas
* Peste bubônica:  a contaminação se dá através do ciclo epidemiológico (animais reservatórios - insetos vetores - o homem). Quando a pulga pica o homem ou outro roedor introduz no local da picada milhares de bactérias da doença, assim dando continuidade ao ciclo epidemiológico. 
Período de incubação
A peste bubônica  ocorre em média entre 3 a 6 dias.
Sinais e sintomas
Período Prodrômico:
* Febre alta com calafrios fortes;
* Doresgeneralizadas;
* Dores nas regiões ganglionares, causada por inflamações dos gânglios linfáticos;
* Náuseas e vômitos;
período intermediário:
* diarréia ou constipação;
* intolerância à luz;
* hipotensão arterial;
* anorexia; sinais de desidratação;
período agudo:  
* conjuntivas injetadas;
* agitação psicomotora;
* delírios;
* incoordenação motora;
*lesões oculares; petéquias;
* tumefação dolorosa dos gânglios linfáticos apresentando a  pele distendida, hiperemiada, com local abaulado,  atingindo o tamanho de um ovo de galinha sendo chamado popularmente de "bubões pestosos", que é o resultado da conglomeração de vários gânglios de uma determinada região, mas que podem  aparecer em outras regiões do corpo através da via linfática.
períodogravíssimo:
* os bubões pestosos se transformam em  exantemas vesicopustuloso com necroses extensas com comprometimento de aponeurose, músculos e ossos;
* hemorragias digestivas e parenquimatosas;
* pneumonia ou broncopneumonia;
* sufusões hemorrágicas subcutâneas;
* septicemia pestosa.
Depois de 4 a 6 dias esses sintomas se intensificam  e se não houver tratamento imediato,evolui para a toxemia profunda, colapso cardiocirculatório, insuficiência renal aguda, coma e a morte. 
Tratamento
Específico: existe tratamento medicamentoso para essa patologia.
Tratamento medicamentoso: através de medicamentos a base de estreptomicina, sulfonamidas, tetraciclinas, cloranfenicol, têm sido empregados com resultados satisfatórios, quando utilizados precocemente.
* Tratamentotópico dos bubões pestosos.
* Drenagem cirúrgica.
* Antipiréticos e analgésicos sob prescrição médica. 
* Cuidados gerais higiênicos. 
* Dietoterapia indicada pelo médico. 
* Hidratação endovenosa. 
* Reposição de perdas de líquidos. 
* Transfusão de sangue se for necessário. 
* Esses cuidados devem ser empregados paralelamente com a antibiocoterapia pesada.
Se otratamento obtiver êxito a doença irá evoluir para a cura, porém com uma lenta regressão dos sintomas, a febre diminui, os bubões pestosos regridem por reabsorção, mas que podem eventualmente se transformar em fistulas  e deixar cicatrizes não muito estéticas, em alguns casos ocorrem recaídas  dependendo da imunidade do paciente. 
Atualmente devido aos recursos terapêuticos a letalidade está em...
tracking img