Pessoal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 40 (9795 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de dezembro de 2010
Ler documento completo
Amostra do texto
A Riqueza na Base da Pirâmide
Por C.K. Prahalad e Stuart L. Hart

© Amana-Key Desenvolvimento & Educação

MERCADOS DE BAIXA RENDA OFERECEM UMA GRANDE OPORTUNIDADE PARA AS GRANDES ORGANIZAÇÕES MUNDIAIS: OBTER RIQUEZA E AO MESMO TEMPO LEVAR PROSPERIDADE AOS MAIS POBRES. Com o fim da Guerra Fria, a União Soviética e seus aliados, assim como a China, a Índia e a América Latina, resolveram abrirseus mercados aos investimentos estrangeiros quase que por impulso, seguindo uma grande tendência daquela época. Essa significativa mudança socioeconômica abriu um grande leque de oportunidades para as organizações multinacionais, que até hoje não passou de uma promessa que ainda está por se realizar. Isso ocorreu, em primeiro lugar, devido à falsa expectativa (precipitadamente superestimada) deque haveria milhões de consumidores de classe média nos países em desenvolvimento clamando por produtos das multinacionais. Para piorar, as crises financeiras da Ásia e da América Latina diminuíram amplamente a atratividade dos mercados emergentes. Como conseqüência, algumas organizações multinacionais retraíram seus investimentos e começaram a repensar a estrutura de riscos e ganhos nessesmercados. Essa retração pode se agravar devido à onda de ataques terroristas nos Estados Unidos em setembro de 2001. A falta de criatividade que esteve presente durante a última década na maioria das estratégias traçadas pelas multinacionais para os mercados emergentes não alterou a magnitude dessa oportunidade, que é realmente muito maior do que se imaginou.A verdadeira promessa do mercado não está naminoria rica do mundo desenvolvido ou nos consumidores emergentes da classe média: está nos bilhões de pessoas que estão participando da economia de mercado pela primeira vez. É hora das organizações multinacionais começarem a rever suas estratégias de globalização e a adotar a nova lente do capitalismo inclusivo. Para organizações que contam com os recursos e a persistência necessários paracompetir na base da pirâmide, os retornos esperados incluem crescimento, lucros e contribuições inestimáveis à humanidade. Países que ainda não possuem uma moderna infra-estrutura ou produtos para atender às necessidades mais básicas das pessoas são excelentes “laboratórios” para o desenvolvimento de tecnologias mais sustentáveis e produtos para o mundo inteiro. Além disso, o investimento dasmultinacionais na base da pirâmide significa retirar bilhões de pessoas da pobreza e do desespero, prevenindo o declínio das condições sociais, o caos político, o terrorismo e a deterioração ambiental que certamente permanecerá se a lacuna entre países ricos e pobres continuar aumentando. Realizar negócios com os 4 bilhões de pessoas mais pobres do mundo – 2/3 da população mundial

www.amana-key.com.brA RIQUEZA NA BASE DA PIRÂMIDE

2

– exigirá inovações radicais em tecnologia e no modelo de negócios. Para isso, as organizações multinacionais terão que reavaliar a relação preço-performance de seus produtos/serviços, além de buscar um novo nível de eficiência do capital e novos métodos para medir o sucesso financeiro. As organizações serão forçadas a rever seu entendimento de escala –abandonar o mito de que “quanto maior é melhor” e passar a adotar um sistema altamente descentralizado, com operações em pequena escala, mas com capacidade de alcance mundial. Em resumo, a população de baixa renda criou um novo desafio para as grandes organizações mundiais: ajudar a população de baixa renda a melhorar sua qualidade de vida, produzindo e distribuindo produtos/serviços que estejam deacordo com os padrões culturais de cada local e que sejam, ao mesmo tempo, ecologicamente sustentáveis e economicamente rentáveis.

QUATRO CAMADAS DE CONSUMIDORES Bem no topo da pirâmide econômica mundial estão os 75 a 100 milhões de consumidores mais ricos. (Veja figura 1) Esse é um grupo composto pelas pessoas de renda alta e média dos países desenvolvidos e pelas poucas elites do mundo em...
tracking img